Literatura, esportes e regionalismo no Brasil: O Grande Desportista, de Pascoal Toti Filho / Literature, Sports, and Regionalism in Brazil: Pascoal Toti’s O grande Desportista

Cleber Dias

Resumo


Resumo: Trabalhos que analisam livros ficcionais sobre esporte destacam o potencial dessas obras de codificar e divulgar percepções que exprimam uma escala de valores a respeito desta prática. No Brasil, tais análises têm enfatizado o uso da literatura como recurso para articulação de uma identidade nacional, exagerando o papel desempenhado por obras e escritores de regiões metropolitanas, ao mesmo tempo em que ocultam, em contrapartida, a diversidade regional que afetou esse campo de atividades. Além das obras de nomes literários consagrados ou publicadas nos centros metropolitanos brasileiros, uma literatura ficcional e jornalística sobre esporte teve lugar também em regiões do hinterland brasileiro. Com o propósito de revelar parte desta diversidade, este artigo apresenta e analisa o romance O grande desportista, de Pascoal Toti Filho, publicado em 1922, em Uberaba, Minas Gerais. O artigo enfatiza dois assuntos facilmente destacáveis como elementos para análise histórica na obra: as relações de gênero e geopolíticas entre a capital de São Paulo e o interior de Minas Gerais.

Palavras-chave: esporte; literatura; história regional do Brasil.

Abstract: Studies that analyze fictional books on sports have highlighted how these publications carry the potential to encode and disseminate perceptions that express values about this practice. In Brazil, such analyzes have emphasized the use of literature as a tool for articulating national identity, by overestimating the roles of books and writers from metropolitan areas, while concealing, nonetheless, the regional diversity that affected this field of activities. Besides works by famous literary names or those published in Brazilian metropolitan centers, a fictional and journalistic sports literature bloomed in regions of the Brazilian hinterland, as well. With the purpose of revealing such diversity, this article presents and analyzes Pascoal Toti Filho’s book O grande desportista (The Great Sportsman), published in 1922, in Uberaba, Minas Gerais. This article emphasizes gender and geopolitical relations between the capital of São Paulo and the countryside of Minas Gerais – two easily detachable themes, taken here as elements of historical analysis in the given novel.

Keywords: sports; literature; Brazilian regional history.


Palavras-chave


sports; literature; Brazilian regional history; esporte; literatura; história regional do Brasil..

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Fátima Martin Rodrigues Ferreira. “Com brasileiro não há quem possa!”: futebol e identidade nacional em José Lins do Rego, Mário Filho e Nelson Rodrigues. São Paulo: Ed. Unesp, 2004.

ARGUS. Notas sportivas. O Gaiato, Uberaba, n. 3, p. 3-4, 25 jul. 1920.

BALE, John. Anti-sport sentiments in literature: batting for the opposition. New York: Routledge, 2010.

CAPRARO, André Mendes. Identidades imaginadas: futebol e nação na crônica esportiva brasileira do século XX. 2007. 374 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

DRUMOND, Maurício. Nações em jogo: esporte e propaganda política em Vargas e Perón. Rio de Janeiro: Apicuri, 2008.

FOOT-BAALL (sic). Jornal do Triângulo, Uberaba, n. 89, p. 2, 29 set. 1918.

FOOT-BALL. A Separação, Uberaba, n. 109, p. 2, 21 maio 1922.

FRANZINI, Fabio. Corações na ponta da chuteira: capítulos iniciais do futebol brasileiro (1919-1938). Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

FRANZINI, Fábio. Futebol é “coisa para macho”? Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol. Revista Brasileira de História, São Paulo, USP, v. 25, n. 50, p. 315-328, 2005.

GASTALDO, Edson L.; GUEDES, Simone Lahud (Org.). Nações em campo: Copa do Mundo e identidade nacional. Niterói: Intertexto, 2006.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Bela, maternal e feminina: imagens da mulher na revista Educação Physica. Ijuí: Unijuí, 2003.

GOKSOYR, Matti. Nationalism. In: POPE, Steven W.; NAURIGHT, John (Ed.). Routledge companion to sports history. New York: Routledge, 2009.

HOLLANDA, Bernardo Borges Buarque de. O descobrimento do futebol: modernismo, regionalismo e paixão esportiva em José Lins do Rego. Rio de Janeiro: Edições Biblioteca Nacional, 2004.

IANNI, Octavio. A idéia de Brasil moderno. São Paulo: Brasiliense, 1992.

MELO, Victor Andrade de. Mulheres em movimento: a presença feminina nos primórdios do esporte na cidade do Rio de Janeiro (até 1910). Revista Brasileira de História, São Paulo, USP, v. 27, n. 54, p. 127-152, 2007.

MINAS contra São Paulo. A separação, Uberaba, n. 109, p. 2, 21 maio 1922.

MINAS, João de. Prefácio. In: TOTI FILHO, Pascoal. O grande desportista. Uberaba: Typographia A Século XX, 1922. p. I-V.

PONTES, Hildebrando. História do futebol em Uberaba. Uberaba: Academia de Letras de Uberaba, 1972.

ROSSO, Mauro. Lima Barreto versus Coelho Neto: um Fla-Flu literário. Rio de Janeiro: Difel, 2010.

SANTOS, Henrique Sena dos. Nos gramados do sul: a seleção baiana de futebol e o torneio do Centenário da Independência em 1922. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 17, n. 2, p. 469-504, 2012. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rhr/ article/view/4373/3248. Acesso em: 30 ago. 2016.

SANTOS, João Casquinha Malaia; DRUMOND, Maurício. A construção de histórias do futebol no Brasil (1922 a 2000): reflexões. Tempo, Niterói, v. 17, n. 34, p. 19-31, jun. 2013. Disponível em: http://www.historia.uff.br/tempo/site/wp-content/uploads/2013/06/ v17n34a03.pdf. Acesso em: 26 jul. 2016.

SANTOS, Ricardo Pinto dos. Comemorando o Brasil: que Brasil? In: SANTOS, João Manuel C. Malaia; MELO, Victor Andrade de (Org.). 1922: celebrações esportivas do centenário. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012. p. 163-182.

SCHPUN, Mônica Raisa. Beleza em jogo: cultura física e comportamento em São Paulo nos anos 20. São Paulo: Boitempo Editorial, Editora SENAC, 1999.

SEVCENKO, Nicolau. A capital irradiante: técnica, ritmos e ritos do Rio. In: ______ (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. 3, p. 513-619.

SILVA, Marcelino Rodrigues da. Mil e uma noites de futebol: o Brasil moderno de Mário Filho. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006.

TADIÉ, Alexis. Running for freedom: the politics of long distance running in modern fiction. International Journal of the History of Sport, Taylor & Francis Group, v. 32, n. 2, p. 286-298, Oct. 2014.

TOTI FILHO, Pascoal. O grande desportista. Uberaba: Typographia A Século XX, 1922.

WOOD, David. On the crest of a wave: surfing and literature in Peru. Sport in History, Taylor & Francis Group, v. 29, n. 2, p. 226-242, June 2009.

WOOD, David. Reading the game: the role of football in Peruvian literature. International Journal of the History of Sport, Taylor & Francis Group, v. 22, n. 2, p. 266-284, Mar. 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.26.3.69-86

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cleber Dias



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.