O mal que se repara: violência contra mulheres nos contos de Gonçalo Fernandes Trancoso / An Evil to Be Repaired: Violence Against Women in the Tales of Gonçalo Fernandes Trancoso

Luís André Nepomuceno

Resumo


Resumo: Apesar de o primeiro livro de narrativas curtas da literatura portuguesa, os Contos e histórias de proveito e exemplo, de Gonçalo Fernandes Trancoso (Lisboa, 1575), proporcionar histórias leves, por vezes divertidas, para servirem de exemplo moral aos leitores católicos, dois contos saltam à vista pela violência explícita contra mulheres: as narrativas I 3 e III 6 (conforme a edição moderna, que inclui os contos proibidos pela Inquisição em 1585), em que duas jovens pobres se veem raptadas e violentadas por homens nobres. Partindo de uma leitura histórica, buscando evidenciar a mulher não exatamente como sujeito da violência, mas como objeto de um prejuízo familiar, na medida em que representava, à época do Renascimento, um patrimônio ético da própria família, este artigo procura evidenciar que, mais do que histórias sobre violência contra mulheres, os contos selecionados representam narrativas sobre como a nobreza é capaz de restituir seus valores e mostrar que, por trás da aparência do mal e da brutalidade, existe a essência do que é ser nobre.

Palavras-chave: Renascimento português; violência sexual; ética nobre; Gonçalo Fernandes Trancoso.

Abstract: Although the first book of short-stories in Portuguese literature, Contos e histórias de proveito e exemplo, by Gonçalo Fernandes Trancoso (Lisbon, 1575), approaches light, sometimes amusing narratives, serving for the moral example of catholic readers, two tales stand out because of its explicit violence against women: narratives I 3 and III 6 (according to the modern edition that includes the stories prohibited by the Inquisition in 1585), in which two young and poor girls are kidnaped and raped by noble men. Considering a historical analysis, that evinces the woman not exactly as the subject of violence, but as an object of a household damage (because along the Renaissance she represented an ethic patrimony of the family), this paper aims at showing that, more than stories about violence against women, the selected short-stories represent narratives on how nobility is able to restore its values and prove that, behind the appearance of evil and brutality, there is an essence of what means to be a noble.

Keywords: Portuguese Renaissance; sexual violence; noble ethics; Gonçalo Fernandes Trancoso.


Palavras-chave


Portuguese Renaissance; sexual violence; noble ethics; Gonçalo Fernandes Trancoso; Renascimento português; violência sexual; ética nobre.

Texto completo:

PDF

Referências


BERARDINELLI, Cleonice. Um best-seller do século XVI. In: ______. Estudos de literatura portuguesa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1985. p. 77-80.

BOCCACCIO, Giovanni. Decameron. Trad. Ivone C. Benedetti. Porto Alegre: L&PM, 2013.

DASÍ, Emilio J. Sales. “Ver” y “mirar” en los libros de caballerías. Thesaurus – Boletín del Instituto Caro y Cuervo, Bogotá, tomo XIV, n. 1, 1999, p. 1-34.

DONATI, Cesarina. Non solo virtuosa: diverse tipologie femminili nella narrativa di Gonçalo Fernandes Trancoso. Revista de Letras, Vila Real, v. 2, n. 8, p. 123-134, dez. 2009.

DUARTE, Dom. Leal conselheiro. Ed. João Maria Barbosa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1982.

FERRO, Manuel. Aspectos da recepção do “Decameron” nos “Contos e histórias” de Trancoso. Separata de Estudos Italianos em Portugal, n. 51-53, p. 179-206, 1988-1990.

FINAZZI-AGRÒ, Ettore. A novelística portuguesa do século XVI. Trad. Carlos Moura. Amadora: Ministério da Educação e Cultura, 1978.

MIMOSO, Anabela. Contos & histórias de proveito & exemplo: uma obra exemplar. Línguas e Literaturas – Revista da Faculdade de Letras do Porto, v. 15, p. 259-329, 1998.

NOBRE, Cristina. Um texto instrutivo do século XVI de Gonçalo Fernandes Trancoso. Leiria: Magno Edições, 1999.

PALMA-FERREIRA, João. Gonçalo Fernandes Trancoso. In: ______. Obscuros e marginados: estudos de cultura portuguesa. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1980. p. 29-83.

SOUZA E SILVA, Michelle. Ler e ser virtuoso no século XV. São Paulo: Editora UNESP, 2012.

TRANCOSO, Gonçalo Fernandes. Contos e histórias de proveito e exemplo. Ed. Fernando Ozorio Rodrigues. Niterói: Editora da UFF, 2013.

VIGARELLO, Georges. História do estupro: violência sexual nos séculos XVI-XX. Trad. Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.27.1.211-228

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Luís André Nepomuceno



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.