A (de)/(re)composição autobiográfica do corpo na poética de Começo, de Nathalie Quintane / The Autobiographic (De)/(Re)Composition of the Body in the Poetry of Começo, by Nathalie Quintane

Lívia Ribeiro Bertges, Vinicius Carvalho Pereira

Resumo


Resumo: O presente artigo apresenta uma leitura dos textos que compõem a série “Começo” na obra homônima de Nathalie Quintane, a qual se situa a meio do caminho entre a autobiografia e a poesia. Pretende-se aqui compreender como a composição, decomposição e recomposição do corpo humano é estruturada no livro como proposta de uma anatomia poética do eu. Nesse processo, delineiam-se como linhas de força o erótico e o abjeto como instâncias em que o eu se reconhece – e se desafia – como corpo e linguagem. Como balizas teóricas que respaldem tal leitura, elegem-se aqui as noções de pacto autobiográfico, de Lejeune (2014); de erotismo e escritura, de Barthes (1987); e de abjeção e significação, de Kristeva (1982). Destaque-se, por fim, que, como autobiografia e poesia, Começo propõe simultaneamente um percurso de formação e de deformação da primeira pessoa discursiva, como vias contrárias que se encontram no texto de Quintane.

Palavras-chave: corpo; autobiografia; Nathalie Quintane.

Abstract: This paper presents a reading of the texts that make up the “Começo” series in the work Começo, by Nathalie Quintane, which is halfway between autobiography and poetry. We herein aim to understand how the arrangement, disarrangement and rearrangement of the human body is structured in the book as a poetic anatomy of the self. In this process, two main issues come forth: the erotic and the abject as instances where the I recognizes and challenges itself as body and language. We have, thus, chosen as theoretical pillars to support our analysis: the concepts of autobiographical pact, by Lejeune (2014); eroticism and writing, by Barthes (1987); and abjection and meaning, by Kristeva (1982). Finally, as both autobiography and poetry, Começo simultaneously proposes a journey where the first person is formed and deformed in controversial paths that meet in Quintane’s text.

Keywords: body; autobiography; Nathalie Quintane.


Palavras-chave


body; autobiography; Nathalie Quintane.

Texto completo:

PDF

Referências


ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2010.

BARTHES, Roland. O prazer do Texto. Tradução de J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1987.

BARTHES, Roland. Variações sobre a escrita. In: ______. Inéditos: teoria. São Paulo: Martins Fontes, 2004. v. 1. p. 174-253.

BLANCHOT, Maurice. O livro por vir. Lisboa: Relógio d’Água, 1984.

BUTLER, Judith. Dar cuenta de sí mismo: violencia ética y responsabilidad. Buenos Aires: Amorrortu, 2009.

CALLIGARIS, Contardo. Verdades de autobiografias e diários íntimos. Revista de Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 43-58, 1998.

FOUCAULT, Michel. A escrita de si. In: ______. O que é um autor? Lisboa: Passagens. 1992. p. 129-160.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

KRISTEVA, Julia. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 1974.

KRISTEVA, Julia. Powers of Horror: an Essay on Abjection. New York: Columbia University, 1982.

QUINTANE, Nathalie. Começo: [autobiografia]. Tradução de Paula Glenadel. São Paulo: Cosac Naify, 2004. (Coleção Ás de colete, v. 7)




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.28.1.147-161

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Lívia Ribeiro Bertges, Vinicius Carvalho Pereira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.