Forma literária, violência e homofobia em um conto de Alberto Guzik / Literary Form, Violence and Homophobia in a Short Story by Alberto Guzik

Jaime Ginzburg

Resumo


Resumo: Em “Adonias”, um conto de Alberto Guzik, o protagonista, Adonias, é amigo de um grupo de homens cujo líder defende a morte de grupos sociais como negros e gays, referindo a eles como se fossem lixo. Ao longo da narrativa, um homem desconhecido, uma mulher e um jovem rapaz são vítimas da violência de Adonias. Aspectos formais do conto são analisados neste ensaio, de modo a discutir como ele expõe imagens referentes a desejo de matar, homofobia e fascismo. De acordo com nossa hipótese, a distância estética se move de uma perspectiva externa para a expressão direta do protagonista, trazendo ao leitor um conflito ético e um choque estético. Entre as referências teóricas para o presente estudo, estão ideias de Theodor Adorno, René Girard, Paul Ricoeur, Ana Maria Lisboa de Mello e Anatol Rosenfeld.

Palavras-chave: Alberto Guzik; conto; violência; homofobia; fascismo.

Abstract: In “Adonias”, a short story by Alberto Guzik, the main character, Adonias, is friends with a group of men whose leader defend the killing of social groups such as black people and gays, referring to them as trash. Along the narrative, an unknown man, a woman and a young man are victims of this character’s violence. Formal aspects of “Adonias” are analyzed, in this essay, in order to discuss how it delivers images related to the desire to kill, homophobia and fascism. According to our hypothesis, the aesthetic distance moves from an external perspective to the direct expression of the protagonist, bringing to the reader an ethical conflict and an aesthetic shock. Ideas from Theodor Adorno, René Girard, Paul Ricoeur, Ana Maria Lisboa de Mello and Anatol Rosenfeld are among the theoretical references for this study.

Keywords: Alberto Guzik; short story; violence; homophobia; fascism.


Palavras-chave


Alberto Guzik; short story; violence; homophobia; fascism.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Posição do narrador no romance contemporâneo. In:______. Notas de literatura I. São Paulo: Editora 34/Duas Cidades, 2003. p. 55-63.

COWIE, Sam. Violent deaths of LGBT people in Brazil hit all-time high. The Guardian. Disponível em: https://www.theguardian.com/world/2018/jan/22/brazil-lgbt-violence-deaths-all-time-high-new-research. Acesso em: 22 jan. 2018.

GIRARD, René. Violencia y representación en el texto mítico. In: ______. Literatura, mímesis y antropologia. Barcelona: Gedisa, 1984. p. 182-201.

GUZIK, Alberto. A dramaturgia moderna. In: FARIA, João Roberto; GUINSBURG, Jacó (Org.). História do teatro brasileiro. São Paulo: Perspectiva/Edições SESCSP, 2013. v. 2. p. 117-143.

GUZIK, Alberto. Adonias. In: ______. O que é ser rio, e correr? São Paulo: Iluminuras, 2002. p. 13-35.

GUZIK, Alberto. Um exercício de memória: dramaturgia brasileira anos 80. Revista USP, São Paulo, n. 14, p. 10-15, 1992.

MELLO, Ana Maria Lisboa de. A formação do romance de introspecção no Brasil. Letrônica, Porto Alegre, v. 2, n. 1, p. 241-244, jul. 2009.

RICOEUR, Paul. Ponto de vista e voz narrativa. In: ______. Tempo e narrativa. Campinas: Papirus, 1995. Tomo II.

ROSENFELD, Anatol. O problema das gangs. In: ______. Texto/contexto II. São Paulo: Perspectiva/Edusp/Ed. UNICAMP, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.28.1.237-251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Jaime Ginzburg

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.