Discussões teórico-críticas sobre representação das margens em contos latino-americanos contemporâneos / Theoretical-Critical Discussions about Representation of the Margins in Contemporary Latin American Short Stories

Alessandra Maia de Lemos

Resumo


Resumo: A maneira como um grupo marginal é representado na literatura revela a visão que se tem dele. Em tempos em que se acirram a intolerância e o preconceito a minorias sociais, a literatura latino-americana contemporânea se reafirma como denúncia social, propondo um olhar mais sensível e altruísta sobre estes grupos. Assim, é fundamental que a construção narrativa sobre o outro suscite empatia e não desprezo. Nesse sentido, a crítica e a teoria literárias no tempo presente, no que se refere à representatividade de indivíduos à margem, observarão como uma narrativa reforça ou desconstrói estereótipos. Este artigo apresenta algumas dessas teorias e críticas mais recentes – como o choque do real, o novo realismo e o belo de Flusser – e, a partir delas, analisa quatro contos latino-americanos contemporâneos: “La zona”, de Laura Santullo; “El carrito”, de Mariana Enriquez; “Fábrica de fazer vilão”, de Ferréz; e “Vestido Longo”, de Marcelino Freire.

Palavras-chave: literatura latino-americana; representação marginal; novo realismo; choque do real; belo.

Abstract: The way in which a marginal group is represented in literature reveals how it is seen. In times of intolerance and prejudice against social minorities, contemporary Latin American literature reaffirms itself as a social complaint, proposing a more sensitive and altruistic view of these groups. Thus, it is fundamental for the narrative construction about the other to raise empathy instead of contempt. Therefore, criticism and literary theory in the present time, regarding the representation of individuals at the margin of society, observe how a narrative reinforces or deconstructs stereotypes. This article presents some of these more recent theories and criticisms – such as the shock of the real, new realism and Flusser’s beauty criticism – and, thereafter, analyzes four contemporary Latin American short stories: “La zona”, by Laura Santullo, “El carrito”, by Mariana Enriquez, “Fábrica de fazer vilão”, by Ferréz; and “Vestido longo”, by Marcelino Freire.

Keywords: contemporary Latin American literature; marginal representation; new realism; shock of the real; beauty.


Palavras-chave


literatura latino-americana; representação marginal; novo realismo; choque do real; belo; contemporary Latin American literature; marginal representation; new realism; shock of the real; beauty.

Texto completo:

PDF

Referências


CANDIDO, Antonio. A nova narrativa. In: ______. A educação pela noite e outros ensaios. São Paulo: Ática, 1989. Disponível em: http://paginapessoal.utfpr.edu.br/mhlima/Antonio_Candido-_A_educacao_pela_noite_e_outr-BookFi.org.pdf. Acesso em: 25 ago. 2019.

CANDIDO, Antonio. Vários escritos. 5. ed. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2011.

DALCASTAGNÈ, Regina. Vozes nas sombras: representação e legitimidade na narrativa contemporânea. In: ______ (org.). Ver e imaginar o outro: alteridade, desigualdade, violência na literatura brasileira contemporânea. São Paulo: Editora Horizonte, 2008. p. 78-107.

ENRIQUEZ, Mariana. El carrito. In: ______. Los peligros de fumar en la cama. Bogotá: Laguna Libros, 2016. Versão digital.

FERRÉZ. Fábrica de fazer vilão. In: ______. Ninguém é inocente em São Paulo. Rio de Janeiro: Objetiva. 2006. p. 11-14.

FLUSSER, Vilém. A arte: o belo e o agradável. Tradução de Rachel Cecília de Oliveira Costa. Artefilosofia, Ouro Preto, n. 11 p. 9-13, dez. 2011. Disponível em: http://www.periodicos.ufop.br/pp/index.php/raf/article/view/593/549. Acesso em: 13 jan. 2019.

FLUSSER, Vilém. Comunicologia: reflexões sobre o futuro. Tradução de Tereza Maria Souza de Castro. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

FREIRE, Marcelino. Vestido longo. In: ______. Amar é crime. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2015. p. 25-32.

JAGUARIBE, Beatriz. O choque do real: estética, mídia e cultura. Rio de Janeiro: Rocco, 2007.

PELLEGRINI, Tânia. No fio da navalha: literatura e violência no Brasil de hoje. In: DALCASTAGNÈ, Regina (org.). Ver e imaginar o outro: alteridade, desigualdade, violência na literatura brasileira contemporânea. São Paulo: Editora Horizonte, 2008. p. 41- 56.

SANTULLO, Laura. La zona. In: ______. El otro lado. Montevideo: Ediciones de la Banda Oriental, 2005. p. 55-68.

SCHOLLHAMMER, Karl Erik. Ficção brasileira contemporânea. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.29.3.169-188

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Alessandra Maia de Lemos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.