Encenação e recursão no romance Angústia, de Graciliano Ramos / Staging and Recursion in Graciliano Ramos’s Angústia

Ivete Walty

Resumo


Resumo: Considerando a literatura como encenação do processo enunciativo da linguagem, na construção de uma imagem do processo mental que a sustenta, objetiva-se mostrar como o romance Angústia, de Graciliano Ramos, teatraliza tal processo, exibindo o jogo experiencial da linguagem, marcado pelo movimento parabólico e recursivo.

Palavras-chave: literatura; parábola; recursividade; cruzamento de trajetórias; histórias.

Abstract: Considering literature as the staging of language’s enunciative process in the construction of an image which could represent the mental process behind it, this work aims to discuss how Graciliano Ramos’s Anguish dramatizes such process, displaying language experimental dynamics characterized by a parabolic and recursive movement.

Keywords: literature; parable; recursion; trajectory crossing; histories.


Palavras-chave


literatura; parábola; recursividade; cruzamento de trajetórias; histórias; literature; parable; recursion; trajectory crossing; histories.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. Como viver junto: simulações romanescas de alguns espaços cotidianos. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1987.

BENJAMIN, Walter. Um lírico no auge do capitalismo. Trad. José Carlos Barbosa e Hemerson Baptista. São Paulo: Brasiliense, 1989.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Tradução do alemão Irene Aron; tradução do francês Cleonice Paes Barreto Mourão. Belo Horizonte: Ed. UFMG; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006.

BUENO, Luís. Uma história do romance de 30. São Paulo: Edusp, 2006.

BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral I. Trad. Maria da Glória Novak e Maria Luísa Neri. Campinas, SP: Pontes, 2005.

BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral II. Trad. Eduardo Guimarães et al. Campinas, SP: Pontes, 1989.

CARVALHO, Lúcia Helena. A ponta do novelo. São Paulo: Ática, 1983.

MAFFESOLI, Michel. Sobre o nomadismo: vagabundagens pós-modernas. Trad. Marcos de Castro. Rio de Janeiro: Record, 2001.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Trad. Hilda Pareto Maciel. São Paulo: Bertrand Brasil, 2009.

MORIN, E. O método 2; a vida da vida. Trad. Ilana Heineberg. Porto Alegre: Sulina, 2001.

MORIN, E. O método 1; a natureza da natureza. Trad. Marina Lobo. Porto Alegre: Sulina, 2003.

PEREIRA, Rogério Silva. O intelectual no romance de Graciliano Ramos. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) Belo Horizonte: PUC Minas, 2004.

RAMOS, Graciliano. Angústia. São Paulo: Record, 1983.

RAMOS, Maria Luiza. Um latente manifesto: uma leitura de Amar, verbo intransitivo. In: ______. Interfaces: literatura, mito, inconsciente, cognição. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2000. p. 175-199.

ROBIN, RÉGINE. Mégapolis. Les derniers pas du flâneur. Paris: Stock, 2009.

RODRIGUES, José Carlos. Higiene e ilusão: o lixo como invento social. Rio de Janeiro: NAU, 1995.

SCHNITMAN, Dora Fried (Org.). Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Trad. Jussara Haubert Rodrigues. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. Introdução: ciência, cultura e subjetividade.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.22.3.150-159

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 Ivete Walty



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.