Por uma poesia algorítmica: experiências estéticas com Peter's Haiku Generator / For an Algorithmic Poetry: Aesthetic Experiences with Peter’s Haiku Generator

Vinicius Carvalho Pereira

Resumo


Resumo: As novas tecnologias da informação e da comunicação trazem a seu reboque não apenas novas formas de realizar tarefas antigas, como a operação de cálculos ou o envio de mensagens. Mais do que isso, delas são emergentes novas práticas culturais e simbólicas, entre as quais podem destacar-se experiências literárias exclusivas do espaço digital, com gêneros poéticos próprios. Nesse contexto, o presente artigo analisa o estatuto artístico, bem como a controversa questão da autoria, em um novo gênero literário: poemas produzidos por softwares geradores de texto. Para tanto, adota-se como corpus o software Peter’s Haiku Generator e alguns poemas por ele gerados, a fim de compreender os impasses e o rendimento estético dessa imbricação entre literatura e novas tecnologias.

Palavras-chave: literatura e novas tecnologias; softwares geradores de textos.

Abstract: The new information and communication technologies have brought in their wake not only new ways of carrying out old tasks, such as calculating or sending messages. More than that, they are producing new cultural and symbolic practices, among which we can highlight literary experiments exclusive to digital space, with their own new poetic genres. In this context, this article analyzes the artistic status as well as the controversial issue of authorship in a new literary genre: software-generated poems. To do so, we analyze the software program Peter’s Haiku Generator and some poems generated by it, in order to understand the impasses and the aesthetic gains in this mingling of literature with new technologies.

Keywords: literature and new technologies; text generators.


Palavras-chave


literatura e novas tecnologias; softwares geradores de textos; literature and new technologies; text generators.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Ricardo Portella. Crátilo: da natureza da linguagem aos códigos do palimpsesto cibernético. Artefactum, Rio de Janeiro, v. 1, p. 55-61, 2010.

BARTHES, Roland. A morte do autor. In: ______. O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BARTHES, Roland. Aula. São Paulo: Cultrix, 1994.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: ______. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1985. (Obras escolhidas, 1).

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1975. v. 2.

CHOMSKY, Noam. Language and Mind. New York: Harcourt Brace & World, 1986.

CORTÁZAR, Julio. O jogo da amarelinha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

ECO, Umberto. Interpretação e superinterpretação. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ECO, Umberto. The Open Work. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1989.

FISH, Stanley. Is There a Text in this Class? The Authority of Interpretative Communities. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1980.

GREIMAS, Algirdas J.; COURTÈS, Joseph. Sémiotique; dictionnaire raisonné de la théorie du langage. Paris: Hachette, 1993.

HOWARD, Peter. Millenium. 1997. Disponível em: http://www.hphoward.demon.co.uk/chame/framset1.htm. Acesso em: 5 jul. 2010.

HOWARD, Peter. Peter’s Haiku Generator. 2000. Disponível em: http://www.peterhoward.org/flash/haikugen.html. Acesso em: 23 jun. 2013.

HOWARD, Peter. Peter’s Poetry Program. Disponível em: http://www.hphoward.demon.co.uk/poemgen/framset1.htm. Acesso em: 5 jul. 2010.

JAKOBSON, Roman. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1995.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 2009.

LOSH, Elizabeth. Assembly Lines: Web Generators as Hypertexts. In: PROCEEDINGS of the Eighteenth Conference on Hypertext and Hypermedia. New York: ACM, 2007.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 2000.

MESA, Rafael García. Ciberliteratura: juegos de lenguaje y literatura virtual. In: ROSA, José Reyes et al. (Org.). Creatividad y literatura potencial: actas de las primeras jornadas hispano-francesas de creatividad y literatura potencial. Córdoba: Universidad de Córdoba, 2006.

OTHERO, Gabriel de Ávila; MENUZZI, Sérgio de Moura. Linguística computacional: teoria e prática. São Paulo: Parábola, 2005.

SANTOS, Alckmar Luiz dos. Novos processos de criação literária?. O Eixo e a Roda, Belo Horizonte, v. 20, n. 2, p. 15-33, 2011.

SAUSSURE, Ferdinand de. Cours de linguistique générale. Lausanne: Payot, 1955.

TORRES, José Manuel; BARBOSA, Pedro. Sintext-Web: um gerador de texto automático como instrumento computacional de criação literária. Revista da Universidade Fernando Pessoa, Porto: UFP, n. 5, set. 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.23.3.173-184

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Vinicius Carvalho Pereira



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.