Identidade e deslocamento nos contos "Liberdade Adiada" e "Segurança" / Identity and Displacement in the Tales “Liberdade Adiada” and “Segurança”

Henrique Roriz Aarestrup Alves, Kelly Pellizari

Resumo


Resumo: Este trabalho pretende analisar os contos “Liberdade Adiada”, da autora cabo-verdiana Dina Salústio, e “Segurança”, da portuguesa Teolinda Gersão. Em “Liberdade Adiada”, a personagem desloca-se permanentemente, realizando um percurso cotidiano por necessidades básicas de sobrevivência. Este impulso se dá por imposições de um contexto socioeconômico desfavorável e injusto que se impõe à personagem. Já no texto de Teolinda Gersão, o deslocamento do personagem se dá no contexto das grandes cidades modernas em que tudo gira em torno do capital. Tomado por um mal-estar permanente, o personagem viaja e realiza movimentos que se repetem várias vezes na narrativa, remetendo não ao prazer de um momento de descanso e entretenimento, mas sim a uma constante inquietação. Percebe-se que ambos os personagens parecem estar relacionados aos processos empreendidos pela modernidade capitalista, na medida em que os espaços diversos em que se estão inseridos, bem como suas respectivas identidades, encontram-se profundamente afetados.

Palavras-chave: deslocamento; espaço; identidade.

Abstract: This paper discusses the Liberdade Adiada tales, the cape verdean author Dina Salústio, and “Segurança”, the portuguese Teolinda Gersão. In “Liberdade Adiada”, the character moves permanently, performing a daily route for basic survival needs. This impulse is given by charges of a context unfavorable and unjust economic partner that is imposed on the character. In the text Teolinda Gersão, the character displacement occurs in the context of large modern cities in which everything revolves around the capital. Taken by a permanent malaise, the character travels and performs movements that are repeated several times in the narrative, referring not to the pleasure of a moment of relaxation and entertainment, but at a constant restlessness. It is noticed that both characters seem to be related to the processes undertaken by the capitalist modernity, to the extent that the various spaces in which they live, as well as their respective identities, are deeply affected.

Keywords: displacement; space; identity.


Palavras-chave


displacement; space; identity.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Henrique Roriz Aarestrup. Corpos andarilhos nos romances O rei de Havana, de Pedro Juan Gutiérrez, e A fúria do corpo, de João Gilberto Noll. 2008, 221fls Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e ambivalência. Trad. Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Zahar, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

CARREIRA, António. Cabo Verde (aspectos sociais, secas, e fomes do século XX). 2. Ed. Lisboa: Ulmeiro, 1984.

CHEVALIER, Jean. Dicionário de símbolos. 7. ed. Trad. Vera da Costa e Silva. Rio de Janeiro: José Olympio, 1993.

DE CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Trad. Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 1994.

FILHO, João Lopes. Introdução à cultura cabo-verdiana. Praia: Instituto Superior de Educação, 2003.

FILHO, João Lopes. Cabo Verde retalhos do quotidiano. Lisboa: Caminho, 1995.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. In: Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Trad. Christiano Monteiro Oiticica. Rio de Janeiro. Imago Editora, 1974. v. XXI.

GERSÃO, Teolinda. Segurança. In: LIMA, Isabel Pires de (Coord.). Vozes e olhares no feminino. Porto: Edições Afrontamento, 2001.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu de Silva. Rio de Janeiro: DP&A Edições, 2001.

LIPOVETSKY, Gilles. As marcas se tornaram o sentido da vida das pessoas. Revista Cult, n. 120, p. 10-17, dez. 2007.

RODRIGUES, Andréa Alves. A ironia nos contos “Praça de Londres” e “Segurança”. In: DUARTE, Lélia Parreira (Org.). Cadernos Cespuc de Pesquisa. Ironia e humor na literatura portuguesa: esvaziamento do mito e saber da escrita. Belo Horizonte: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, 2003. (Série Ensaios n. 12).

RODRIGUES, José Carlos. Tabu do corpo. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

RODRIGUES, José Carlos. Tabu da morte. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

SALÚSTIO, Dina. Liberdade adiada. In: ______. Morna eram as noites. Praia: Instituto da Biblioteca Nacional, 2002.

SALÚSTIO, Dina. Insularidade na literatura Cabo-verdiana. In: VEIGA, Manuel (Coord.). Cabo Verde insularidade e literatura. Paris: Éditions Karthala, 1998.

SARAIVA, Antonio José; LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. 17. ed. Porto: Porto Editora, 2008.

SILVA, T. V. Tradições orais: antes e depois da independência. In: VEIGA, Manuel (Coord.). Cabo Verde insularidade e literatura. Paris: Éditions Karthala, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.25.3.205-224

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Henrique Roriz Aarestrup Alves, Kelly Pellizari



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.