A tradução de Ultime lettere di Jacopo Ortis [As últimas cartas de Jacopo Ortis], de Ugo Foscolo, para o português / The Translation of Ultime Lettere di Jacopo Ortis [The Last Letters of Jacopo Ortis], by Ugo Foscolo, to the Portuguese

Andreia Guerini, Karine Simoni

Resumo


Resumo: O artigo comenta alguns aspectos da tradução brasileira do romance epistolar Ultime lettere di Jacopo Ortis [As últimas cartas de Jacopo Ortis], escrito por Ugo Foscolo (1778-1827) e publicado em definitivo na Itália, em 1817, e no Brasil, apenas em 2015, traduzido por Andréia Guerini e Karine Simoni. Os comentários à tradução concentraram-se em aspectos do estilo da prosa do autor, como pontuação, repetições e ritmo. Na primeira parte do artigo será realizada uma breve explanação sobre a obra, para, em seguida, tratar das escolhas de tradução e os seus desafios, visto que essa obra é proveniente de um tempo e de um espaço muito diferente do contexto atual brasileiro. Nesse sentido, os comentários às traduções são um instrumento muito útil para que o tradutor possa se manifestar a respeito das suas escolhas durante o processo tradutório, o que implica em torná-lo sujeito histórico ativo (BERMAN, 1995; PYM, 1998; VENUTI, 2002) na procura pelas possíveis soluções diante das diferenças linguísticas e culturais entre o texto traduzido e o texto-base. Por fim, se cada tradução constitui-se em uma possibilidade entre tantas outras que poderiam ter sido feitas, os comentários de tradução são também fundamentais para libertar a perspectiva – fragmentada e incompleta – que desconsidera aspectos exteriores à obra na compreensão do fenômeno tradução.

Palavras-chave: Tradução comentada; As últimas cartas de Jacopo Ortis; Ugo Foscolo.

Abstract: This article discusses aspects of the Brazilian translation of the epistolary novel Ultime Lettere di Jacopo Ortis [The Last Letters of Jacopo Ortis] by Ugo Foscolo (1778-1827), published (in its definitive form) in Italy in 1817 but in Brazil only in 2015, translated by Andréia Guerini e Karine Simoni. Commentary on the translation focused on aspects of the author’s prose style, such as punctuation, repetition and rhythm. The first part of the article involves a brief explanation of the work, which is followed by analysis of the translation choices and their inherent challenges, since this work is from a time and place far removed from the current Brazilian context. In such cases, translator’s notes are a very useful way for translators to explain their decision-making process, recasting them as active historical subjects (Berman, 1995; PYM, 1998; Venuti, 2002) in search of possible solutions for the linguistic and cultural differences between the translated text and the source text. If, in the end, each translation is one among many other possible versions that could have been made, translator’s notes are also fundamental for freedom from a fragmented and incomplete perspective that disregards external aspects of a work when attempting to understand the translation phenomenon.

Keywords: commented translation; Ultime lettere di Jacopo Ortis; Ugo Foscolo.


Palavras-chave


commented translation; Ultime lettere di Jacopo Ortis; Ugo Foscolo.

Texto completo:

PDF

Referências


AA.VV. I magnifici 7 capolavori della letteratura italiana. Roma: Newton Compton, 2013.

ALIGHIERI, Dante. Inferno. In: ______. A divina comédia. Tradução de José Pedro Xavier Pinheiro. São Paulo: Atena, 1955.

ÁLVAREZ, Ana María García. Evaluating Students’ Translation Process in Specialised Translation: Translation Commentary. JoSTrans. Disponível em: http://www.jostrans.org/issue07/art_alvarez.php. Acesso em: 11 jul. 2015.

BENJAMIN, Walter. A tarefa-renúncia do tradutor. Tradução de Susana Kampff Lages. In: HEIDERMAN, Werner (Org.). Clássicos da Teoria da Tradução. Antologia bilíngue, alemão-português. 2. ed. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina / CCE/DLLE / Núcleo de Tradução, 2010. v. I.

BERMAN, Antoine. A tradução e a letra ou o albergue longínquo. Tradução de Marie-Hélène Torres, Mauri Furlan e Andréia Guerini. Tubarão: Copiart; Florianópolis: PGET, 2013.

BERMAN, Antoine. Pour une critique des traductions: John Donne. Paris: Gallimard, 1995.

BINNI, Walter. Ugo Foscolo: storia e poesia. Torino: Piccola Biblioteca Einaudi, 1982.

COMMENTARE. In: Vocabolario Etimologico della Lingua Italiana. Disponível em: Disponível em: http://etimo.it/?term=commentare&find=Cerca. Acesso em: 11 jul. 2015.

COSTA, Walter; FREITAS, Luana Ferreira de. Introdução. In: STERNE, Laurence. Viagem sentimental. Tradução de Walter Costa e Luana Ferreira de Freitas. São Paulo: Hedra, 2008. p. 9-20.

DELISLE, Jean; WOODSWORTH, Judith. Os tradutores na história. Tradução de Sérgio Bath. São Paulo: Ática, 1998.

FOSCOLO, Ugo. As últimas cartas de Jacopo Ortis. Tradução de Andreia Guerini e Karine Simoni. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2015.

FOSCOLO, Ugo. Esperimenti di traduzione dell’Iliade. Firenze: Le Monnier, 1961. v. I: Edizione Nazionale delle Opere di Ugo Foscolo.

FOSCOLO, Ugo. Ultime lettere di Jacopo Ortis. A cura di Giuseppe Nicoletti. Firenze: Giunti, 1997.

MESCHONNIC, Henry. Poética do traduzir. Tradução de Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Perspectiva, 2010.

PYM, Anthony. Method in Translation History. Manchester: St. Jerome, 1998.

VENUTI, Lawrence. The Translator’s Invisibility: A History of Translation. London; New York: Routledge, 1995. (Translation Studies).




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.25.2.107-122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Andreia Guerini, Karine Simoni



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.