O rumor da vida: sobre escrita, afetos e revolução

Regina Dalcastagnè

Resumo


Resumo: O artigo se debruça sobre um conjunto de 27 cartas do intelectual português Augusto dos Santos Abranches enviadas ao escritor Salim Miguel entre 1952 e 1961. O que começa como uma troca de publicações e originais vai se tornando um diálogo sobre literatura, política e vida, que não eram, absolutamente, coisas separadas para esses homens. Abranches foi um ferrenho crítico do salazarismo, mudou-se de Portugal para Moçambique e depois para o Brasil, sempre com a PIDE em seus calcanhares. Generoso, ajudou a divulgar muitos outros escritores, especialmente os poetas da África lusófona, já em luta pela independência. Pretende-se, com a retomada das cartas, construir um perfil desse intelectual pouquíssimo lembrado pela historiografia literária, mas que colaborou com o movimento de resistência da época, fazendo literatura e difundindo a cultura.

Palavras-chave: cartas; relações Brasil-África; literatura e política; Salim Miguel; Augusto dos Santos Abranches.

Abstract: The article focuses on a set of 27 letters that the Portuguese scholar Augusto dos Santos Abranches sent to writer Salim Miguel between 1952 and 1961. What begins as an exchange of publications and originals, gradually becomes a dialogue about literature, politics, and life, which were, not at all, unrelated to both men. Abranches, who was a staunch critic of Salazarism, moved from Portugal to Mozambique and then to Brazil, always with PIDE behind his back. Generous as he was, he helped spreading the work of many other writers, especially poets from Lusophone Africa, who were already struggling for independence. We intend, with the resumption of the letters, to construct a profile of a scholar who was very little remembered by the literary historiography, but which collaborated with the resistance movement of his time, making literature and spreading culture.

Keywords: letters; Brazil-Africa relations; literature and politics; Salim Miguel; Augusto dos Santos Abranches.


Palavras-chave


cartas; relações Brasil-África; literatura e política; Salim Miguel; Augusto dos Santos Abranches.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANCHES, A. dos S. Contorno de Eça. Lourenço Marques: Minerva Central, 1946.

ABRANCHES, A. dos S. Poemas de hoje. Coimbra: Portugália, 1942.

ABRANCHES, A. dos S. Tufão. Coimbra: Portugália, 1943.

ABRANCHES, A. dos S. As várias faces. Coimbra: Portugália, 1943a.

ABRANCHES, A. dos S. Um retrato de Marques Rebêlo. Rio de Janeiro: Serviço de Documentação do Ministério da Educação e Cultura, 1958.

BASTOS, A. Ficção: histórias para o prazer da leitura (uma revista literária dos anos 70). Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 23, jan.-jun. 2004, p. 137-150.

BOURDIEU, P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Tradução de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus, 1996.

MALHEIROS, E.; MIGUEL, S. Eglê Malheiros e Salim Miguel e o intercâmbio entre as duas margens do atlântico. Entrevista a Érica Antunesi e Simone Caputo Gomesi. Crioula, São Paulo, n. 4. 2008.

MIGUEL, S. Cartas d’África e alguma poesia. Rio de Janeiro: Topbooks, 2005.

MIGUEL, S. Rede. Florianópolis: Edições Sul, 1955.

SABINO, L. L. Grupo Sul: o modernismo em Santa Catarina. Florianópolis: Fundação Catarinense da Cultura, 1981.

SARAIVA, A. Augusto dos Santos Abranches: escritor e agitador cultural em Portugal, Moçambique e no Brasil. Junta de Freguesia do Paul, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2358-9787.27.1.59-72

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Regina Dalcastagnè

O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira
ISSN 0102-4809 (impressa) / ISSN  2358-9787 (eletrônica)

License

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.