Escritos epistolares, utopia e arquivos Pedro Nava e Drummond em Descendo a Rua da Bahia

Eliane Vasconcellos, Matildes Demetrio dos Santos

Resumo


Resumo: A coletânea, Descendo a Rua da Bahia (2017), torna público escritos íntimos de Carlos Drummond de Andrade e Pedro Nava, que se encontram no Arquivo Museu de Literatura Brasileira (AMLB), da Fundação Casa de Rui Barbosa. São 63 documentos, datados de 1926 a 1983, onde os dois autores falam de si, dos amigos, dos projetos de vida, além de fornecerem ao leitor uma descrição da realidade sócio-política do Brasil da época. As cartas, os cartões, os bilhetes e outros documentos testemunham uma amizade que teve início quando Nava, médico recém-formado, escrevia de Belo Horizonte ao Carlos, residente em Itabira do Mato Dentro. Amizade que se fez sólida e que não se dissolveu com o passar dos anos. Para promover uma convivência mais íntima com o material encontrado, a correspondência é contextualizada por notas e enriquecida por fotos. Traz ainda crônicas, discursos e poemas que atestam a afinidade literária que existia entre eles e, sobretudo, a afeição profunda, à prova de qualquer desatino.

Palavras-chave: Carlos Drummond de Andrade; Pedro Nava; correspondência; arquivos.

Abstract:The collection Descendo a Rua da Bahia (2017) unveils the private writings of Carlos Drummond de Andrade and Pedro Nava. These writings can be found at the Arquivo Museu de Literatura Brasileira (AMLB) of Fundação Casa de Rui Barbosa. There are 63 documents, from 1926 to 1983, in which both writers portray themselves, their friends and life projects. While doing so, they provide a picture of the socio-political reality of the country at that time. The letters, the postcards, the notes and other documents published attest an old friendship, which started when Nava, a newly graduated doctor from Belo Horizonte, was writing to Carlos, who lived in Itabira do Mato Dentro. In order to closely approach the material, notes and photographs help to provide a context for the analysis of such correspondence. It also contains narratives, speeches and poems that attest their literary affinity and the deep affection that existed between them, regardless of any madness.

Keywords: Carlos Drummond de Andrade; Pedro Nava; correspondence; archives.


Palavras-chave


Carlos Drummond de Andrade; Pedro Nava; correspondência; arquivos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, C. D. de. Carlos e Mário: correspondência completa entre Carlos Drummond de Andrade (inédita) e Mário de Andrade. Prefácio e notas de Silviano Santiago. Organização e pesquisa iconográfica de Lélia Coelho Frota. Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi, 2002.

ANDRADE, M. Táxi e crônicas no Diário Nacional. São Paulo: Duas Cidades, 1976.

DERRIDA, J. Mal de arquivo: uma interpretação freudiana. Tradução de Claudia de Moraes Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumaré, 2001.

FOUCAULT, M. A escrita de si. In: ______. O que é um autor? 6. ed. Tradução de Antonio Fernandes Cascais. Lisboa: Vega, 2006. p. 127-160.

NAVA, P.; ANDRADE, C. D. de. Descendo a Rua da Bahia: correspondência de Pedro Nava e Carlos Drummond de Andrade. Organização e notas de Eliane Vasconcellos e Matildes Demetrio dos Santos. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2017.

PIGLIA, R. Respiração artificial. Tradução de Heloísa Jahn. São Paulo: Iluminuras, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2358-9787.27.1.11-24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Eliane Vasconcellos, Matildes Demetrio dos Santos

O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira
ISSN 0102-4809 (impressa) / ISSN  2358-9787 (eletrônica)

License

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.