Vocabulário, complexidade textual e compreensão de leitura em ambientes digitais de ensino: uma investigação inicial com alunos do Ensino Médio / Vocabulary, textual complexity and reading comprehension in digital learning environments: an initial investigation with high school students

Maria José Bocorny Finatto, Monica Stefani, Aline Evers, Bianca Franco Pasqualini

Resumo


RESUMO:Neste artigo, relata-se uma investigação inicial que pretendeu qualificar a elaboração e a facilidade de uso de recursos didáticos para Educação a Distância (EAD) na área de Letras/Língua Portuguesa e Leitura. Apresentam-se o planejamento do recurso, a seleção de materiais e as noções teóricas envolvidas e o desenho inicial da atividade, que consistiu em ler e avaliar a complexidade de um conjunto de textos curtos. A experiência revelou sucesso apenas para um pequeno grupo controlado de alunos e insucesso em grande grupo, sem controle. Para a melhoria do recurso criado e da sua implementação didática, indica-se a necessidade de realização de atividades prévias presenciais de estudo com os grupos envolvidos e de avaliação de resultados com os alunos respondentes após a tarefa realizada.

PALAVRAS-CHAVE: ambientes digitais; complexidade textual; recursos de EAD; vocabulário.

 

ABSTRACT: In this paper, we describe an initial investigation that intended to qualify the elaboration and usability of didactic resources for Distance Learning (DL) in the field of Languages/Portuguese Language and Reading. We present the planning of the resource, the selection of materials and the theoretical notions involved, and the initial design of the activity, which consisted in reading and evaluating the complexity of a set of short texts. The experience was successful only for a small controlled group of students and unsuccessful for the large uncontrolled group. In order to improve the devised resource and implement it didactically, there is the need to perform previous presential learning activities with the involved groups and proceed with the student’s evaluation of the results after the task is accomplished.

KEYWORDS: digital environments; textual complexity; distance learning resources; vocabulary.


Palavras-chave


ambientes digitais; complexidade textual; recursos de EAD; vocabulário.

Texto completo:

PDF

Referências


BERBER SARDINHA, T. Linguística de corpus. São Paulo: Manole, 2004.

BIDERMAN, M. T. Teoria Linguística: Linguística Quantitativa e Computacional. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1978.

BIDERMAN, M. T. Léxico e Vocabulário Fundamental. Alfa, São Paulo, v. 40, p. 27-46, 1996.

CUNHA, A. L. V. da. Coh-Metrix-Dementia: análise automática de distúrbios de linguagem nas demências utilizando Processamento de Línguas Naturais, 2015. 151 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional). Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo, 2015.

FINATTO, M. J. B.; EVERS, A.; PASQUALINI, B.; KUHN, Tanara Z.; PEREIRA, A. M. Vocabulário controlado e redação de definições em dicionários de português para estrangeiros: ensaios para uma léxico-estatística textual. Revista Trama (UNIOESTE Online), v. 10, p. 53-68, 2014.

FINATTO, M. J. B; STEFANI, M.; PASQUALINI, B. F.; CIULLA, A.; EVERS, A.; SORTICA, M. Leitura: um guia sobre teoria(s) e prática(s). Porto Alegre: UFRGS, 2015.

FLESCH, R. The art of readable writing. New York: Harper & Row, 1949.

FULGÊNCIO, L.; LIBERATO, Y. Como facilitar a leitura. São Paulo: Contexto, 1998.

KLEIMAN, A. Avaliando a compreensão: letramento e discursividade nos testes de leitura. In: RIBEIRO, V. M. (Org.). Letramento no Brasil. São Paulo: Global Editora, 2003, p. 209-225.

MARTINS, T. B. F., GHIRALDELO, C. M., NUNES, M. G., OLIVEIRA JÚNIOR, O. N. Readability formulas applied to textbooks in Brazilian-Portuguese. Technical Report, São Carlos: ICMC/USP, 1996.

MCNAMARA, D. Reading Comprehension: Theories, Interventions, Tecnologies. New Jersey: Lawrence Erlbaum Publishers, 2007.

PASQUALINI, B. Leitura, tradução e medidas de complexidade textual em contos da literatura para leitores com nível de letramento básico. 2012. 155f. Dissertação (Mestrado em Letras). Programa de Pós-graduação em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

PEREIRA, V. W. Predição leitora: procedimentos e desempenhos em ambiente virtual e ambiente não virtual. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 3, n. 44, p. 22-27, jul./set. 2009.

RIBEIRO, Vera M. Matriz de referência para a medição do alfabetismo nos domínios do letramento e do numeramento. Estudos em Avaliação Educacional, 21, n. 45, jan./abr. 2010, p. 147-168.

TFOUNI, L. V. Letramento e alfabetização. São Paulo: Cortez, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.9.2.64-76

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
SCImago Journal & Country Rank