Os objetos educacionais digitais em Linguagem e Interação: avanços, permanências ou retrocessos? / Digital educational objects in ‘Linguagem e interação’: advances, stays or setbacks?

Luciana Pereira Silva, Andreia Rutiquewiski, Juliana Benatti

Resumo


RESUMO: Este artigo analisa os Objetos Educacionais Digitais que acompanham a coleção didática Linguagem e Interação, indicada ao ensino médio 2018-2020 via Plano Nacional do Livro Didático. Segundo a literatura, esse material digital pode subsidiar as aulas de língua materna a partir da pedagogia dos multiletramentos em substituição a práticas de ensino tradicionais. Para tanto, foram realizadas pesquisas de caráter documental (documentos oficiais de ensino) e bibliográfico (LEFFA, 2006; ANTUNES, 2007; MARCUSCHI, 2008; DIONÍSIO 2011, 2014; ROJO, 2012, 2013, 2017, entre outros). Em seguida, foram analisados os Objetos Educacionais, cotejando-os à fundamentação teórica. Propõe-se, para a caracterização do corpus, dois momentos de análise: 1) a partir das propriedades estabelecidas por Leffa (granularidade, reusabilidade, interoperabilidade e recuperabilidade); e 2) a partir dos fundamentos teórico-metodológicos do ensino de Português como língua materna. Os resultados confirmam que, apesar desse material digital enquadrar-se na definição prototípica, deixa a desejar quanto ao desenvolvimento das habilidades linguísticas dos estudantes com vistas aos multiletramentos.

 

PALAVRAS-CHAVE: ensino-aprendizagem de língua materna; tecnologias digitais de informação e comunicação; objetos educacionais digitais; multiletramentos.

 

ABSTRACT:This article analyses the Digital Educational Objects which follow the didactic collection Linguagem e Interação, appointed to be used in the middle school 2018-2000 via Plano Nacional do Livro Didático. Based on the current literature, this digital material may help in the mother tongue classes anchored in a multiliteracy pedagogy, replacing traditional practices. In doing so, a research was conducted based on teaching official documents as well as a bibliographic research (LEFFA, 2006; ANTUNES, 2007; MARCUSCHI, 2008; DIONÍSIO, 2011, 2014; ROJO, 2012, 2013, 2017, among others. Then, the Digital Educational Objects were analyzed taking into consideration the chosen theory. It proposes, for the characterization of the corpus, two moments of analysis: 1) from the properties established by Leffa (granularity, reusability, interoperability and recoverability); and 2) from the theoretical-methodological foundations of the teaching of Portuguese as a mother tongue. The results confirm that although this digital material fits in with the prototypical definition, it leaves no room for the development of students' language skills, considering the multiliteracies.

 

KEYWORDS: teaching-learning of mother tongue; digital information and communication technologies; digital educational objects; multiliteracies.


Palavras-chave


ensino-aprendizagem de língua materna; tecnologias digitais de informação e comunicação; objetos educacionais digitais; multiletramentos

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, I. Muito além da gramática: por um ensino de línguas sem pedras no caminho. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. (PCNEM+) / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997a.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais/Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997b.

BRASIL. Guia de livros didáticos. PNLD 2014. Língua Portuguesa, ensino fundamental: anos finais. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Edital de Convocação para o Processo de Inscrição e Avaliação de Coleções Didáticas para o Programa Nacional do Livro Didático PNLD 2014. Brasília: MEC/FNDE/SEB, 2011. Disponível em http://www.fnde.gov.br/programas/livrodidatico/livro-didatico-editais/item/3963-pnld-2014-anos-finais-do-ensino-fundamental. Acesso em: 10 out. 2017.

COLL, C.; MAURI, T.; ONRUBIA, J. A incorporação das tecnologias da informação e da comunicação na educação: do projeto técnico-pedagógico às práticas de uso. In: COLL, C.; MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 66-93.

COSCARELLI, C. V. Textos e hipertextos: procurando o equilíbrio. Linguagem em (Dis)curso, Santa Catarina, v. 9, n. 3, p. 549-564, set./dez. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ld/v9n3/06.pdf. Acesso em: 12 nov. 2017.

DIONÍSIO, A. P. Gêneros textuais e multimodalidade. In: KARWOSKI, A., GAYDECKZA, B. & BRITO, K. (Org.). Gêneros Textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola, 2011. p. 159-177.

DIONÍSIO, A. P. Multimodalidades e leituras: funcionamento cognitivo, recursos semióticos, convenções visuais. Recife: Pipa Comunicação, 2014.

E.DOCENTE. Portal de apoio pedagógico. Disponível em: http://edocente.plurall.net/. Acesso em: 10 de novembro de 2017.

KEMIAC, L.; ARAÚJO, Denise L. de. Princípios subjacentes à literatura sobre análise linguística. Revista Leia Escola, Campina Grande, v. 10. n. 1, p. 45-58, 2010.

LALUEZA, J. L.; CRESPO, Isabel; CAMPS, S. As tecnologias da informação e da comunicação e os processos de desenvolvimento e socialização. In: COLL, C.; MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 47-67.

LEFFA, V. J. Nem tudo que balança cai: Objetos de aprendizagem no ensino de línguas. Polifonia. Cuiabá, v. 12, n. 2, p. 15-45, 2006.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

ROJO, R. Pedagogia dos Multiletramentos: Diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R. H. R.; MOURA, E. (Org.). Multiletramentos na Escola. SP: Parábola, 2012. p. 11-32.

ROJO, R. Gêneros discursivos do Círculo de Bakhtin e multiletramentos. In: ROJO, R.(Org.). Escol@ conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola Editorial, 2013, p. 13-36.

ROJO, R. Entre plataformas, ODAs e protótipos: novos

multiletramentos em tempos de web2. The especialist: Ensino e Aprendizagem, v. 38, n. 1, p. 01-20, jan-jul. 2017.

WILEY, D. A. Connecting learning objects to instructional design theory: a definition, a metaphor, and a taxonomy, In: WILEY, D. A. (Ed.). The instructional use of learning objects 2000. p. 01-35. Disponível em: http://www.reusability.org/read/chapters/wiley.doc. Acesso em: 26 out. 2017.

WILEY, D. A. The instructional use of learning objects. 2002. Disponível em: http://www.reusability.org/read/. Acesso em: 10 nov. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.11.3.102-130

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.