Inovação no ensino: letramento crítico no smartphone em sala de aula de língua portuguesa / Innovation in education: critical literacy using smartphones in the Portuguese language lesson

Élida Paulina Ferreira, Daiane Conceição Simões Santos

Resumo


RESUMO: A escola, que é considerada uma agência de letramento na sociedade atual, tem sido progressivamente influenciada pelo avanço tecnológico. No contexto atual, as tecnologias digitais têm proporcionado novas possibilidades de interação social e novos gêneros textuais têm ganhado visibilidade. Essa conjuntura, consequentemente, demanda que sejam desenvolvidas em sala de aula habilidades específicas que correspondam à construção da competência leitora e do letramento crítico. A grande circulação de informações que ocorre diariamente por meio da internet requisita, para o exercício pleno da cidadania, o desenvolvimento da criticidade e da reflexão por parte dos sujeitos sobre as várias possibilidades de sentidos e ideologias presentes nos textos. Neste estudo, refletimos sobre a importância de os jovens estudantes desenvolverem o letramento crítico na escola e apresentamos resultados de pesquisa em sala de aula em que foi utilizado o smartphone como recurso tecnológico visando à leitura e à produção de memes. A pesquisa consistiu basicamente de três momentos: aplicação de questionário de levantamento de dados sobre uso de recursos digitais pelos alunos, aplicação de Sequência Didática e aplicação de questionário final para colher a avaliação dos alunos sobre a experiência vivida. Esperamos com esses resultados de pesquisa contribuir para o desenvolvimento de estudos acerca do letramento crítico, na área de Linguística Aplicada ao ensino da língua portuguesa.

PALAVRAS-CHAVE: letramento crítico; multiletramentos; smartphone; memes.

 

ABSTRACT:As one of the agencies of literacy in the current society, the school has been progressively influenced by the technological advance. In the current context, digital technologies create new possibilities for social interaction as well as it gives visibility to new textual genres. This conjuncture, consequently, demands that the critical literacyto language teaching is developed in the school, since a great amount of information circulates daily through the internet, ordering the development of critical reflection on the various possibilities of meanings and ideologies circulating in texts. In this paper, we reflect on the importance of young students developing critical literacy in school, and we present classroom research results in which the smartphone was used as a tool for reading and producing memes. The research followed three steps: 1) First, we applied a questionnaire for gathering information from respondents about their use of digital tools; 2) Then we developed a Didactic Sequence; 3) Third, we applied another questionnaire for collecting information about respondents’ perception of the experience. We hope these research results may contribute to the development of studies about critical literacy in the area of Applied Linguistics to teaching Portuguese.

KEYWORDS: critical literacy; multiliteracies; smartphone; memes.


Palavras-chave


letramento crítico; multiletramentos; smartphone; memes.

Texto completo:

PDF

Referências


DOLZ, J.; NOVERRAZ, M. e SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: ROJO, R.; CORDEIRO, G. S. (Trad. e Org.). Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004, p. 95-128.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

HODGE, R.; KRESS, G. Social Semiotics. London: Polity Press, 1998.

JANKS, H. Panorama sobre o letramento crítico. In: JESUS, M.; CARBONIERI, D. (Org.) Práticas de multiletramentos e letramento crítico: outros sentidos para a sala de aula de línguas. Coleção: Novas perspectivas em Linguística Aplicada. v. 47. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016. p. 21-39.

KRESS, G.; VAN LEEUWEN, T. Reading images: a grammar of visual design. London: Routledge. 1996.

KRESS, G at al. Rhetorics of the science classroom: a multimodal approach. In: Multimodal teaching and learning. London: Continuum, 2001a. p. 10-41.

KRESS, G., VAN LEEUWEN, T. Multimodal Discourse. London: Arnold, 2001.

PALFREY, J.; GASSER, U. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração dos nativos digitais. Porto Alegre: Artmed, 2011.

SANTOS COSTA, G. Mobile Learning: Explorando potencialidades com o uso do celular no ensino – aprendizagem de língua inglesa como língua estrangeira com alunos da escola pública. 2013, 201f. Tese (Doutorado em Letras) – Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

TAKAKI, N. H. Letramentos na sociedade digital: navegar é e não é preciso. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

TAKAKI, N. H.; MACIEL, R. F. (Org.). Letramentos em terra de Paulo Freire. 2. ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.11.3.252-267

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.