A argumentação contrária aos Direitos Humanos em comentários em portais de informação: um olhar sobre a questão prisional / The argumentation contrary to Human Rights in comments from news websites: a look on the prison issue

Clebson Luiz de Brito

Resumo


RESUMO:Parte de um trabalho mais amplo dedicado às representações discursivas sobre os Direitos Humanos, o presente artigo examina a argumentação contrária a esses direitos em comentários relativos a notícias sobre a questão prisional em portais de informação. Para isso, diferentes comentários foram coletados nos portais: G1, UOl e Terra, que são considerados os mais abrangentes, e posteriormente foram analisados a partir de uma abordagem teórica derivada da interação entre os estudos do discurso e os estudos da argumentação. O exame realizado revela, em última análise, procedimentos argumentativos que configuram uma espécie de retórica duplamente desumanizante, na medida em que os textos, atribuindo em geral ao outro uma condição não humana, se valem disso para sustentar ideias e incentivar ações típicas de pessoas embrutecidas por relações sociais violentas.

PALAVRAS-CHAVE: Direitos Humanos; argumentação; questão prisional; comentários em portais de informação.

 

ABSTRACT:Part of a broader work dedicated to the discursive representations about Human Rights, this article examines the argumentation contrary to these rights in comments, related to news about the prison issue, in news websites. To do that, different comments were collected in the websites: G1, UOl and Terra, which are considered the most comprehensive ones, and these texts were subsequently analyzed based on a theoretical framework derived from the interaction between discourse studies and argumentation studies. The examination reveals, ultimately, argumentative procedures that constitute a double dehumanizing rhetoric, since the texts, generally attributing to the other a non-human condition, use this to support ideas and encourageactions typical of people brutalized by violent social relations.

KEYWORDS: Human Rights; argumentation; prison issue; comments in news websites.


Palavras-chave


Direitos Humanos; argumentação; questão prisional; comentários em portais de informação.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, A. S. A arte de argumentar: gerenciando razão e emoção. Cotia, PR: Ateliê Editorial, 2008.

AMOSSY, R. L’argumentation dans le discours. Paris: Armand Colin, 2006.

ARAÚJO FILHO, A. M. de. A evolução dos Direitos Humanos. São Luís. EDUFMA; AA UFMA, 1997.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BOBBIO, N. A era dos direitos. Trad. de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

BRAGA, D. B. Ambientes digitais e discurso: reflexões teóricas e práticas. São Paulo: Cortez, 2013.

CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.

FIORIN, J. L. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2016a.

FIORIN, J. L. Figuras de retórica. São Paulo: Contexto, 2016b.

GRIZE, J.-B. Le point de vue de la logique naturelle: démontrer, prouver, argumenter. In: DOURY, M.; MOIRAND S. (dir.). L’Argumentation aujourd’hui. Positions théoriques en confrontation. Paris: Presses de la Sorbonne Nouvelle, 2004, p. 35-44.

KOCH, I. V. Argumentação e linguagem. São Paulo: Cortez, 2011.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

MEYER, M. Principia Rhetorica: une théorie générale de l’argumentation. Paris: PUF, 2010.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2012.

PERELMAN, C.; OLBRECHTS-TYTECA, L. Tratado da argumentação. A Nova retórica. Trad. Maria Ermantina de Almeida Prado Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ROJO, R. H. R.; BARBOSA, J. P. Hipermodernidade, multiletramentos e géneros discursivos. São Paulo: Parábola, 2015.

TOULMIN, S. Os usos do argumento. São Paulo: Martins Fontes, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.12.3.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.