Produção textual acadêmica: receptividade de graduandos com os gêneros multimodais “análise de dados” e “apresentação em vídeo” / Academic textual production: receptivity of undergraduate students with multimodal genres “data analysis” and “video presentation”

Bárbara Amaral da Silva, Daniel Martins de Brito, Ana Paula Cordeiro Lacerda Franco, MariaEduarda Gama Almeida, Shirlene Ferreira Coelho

Resumo


RESUMO:A disciplina “Oficina de Língua Portuguesa: Leitura e Produção de Textos” é ofertada, on-line e presencialmente, há uma década aos alunos de graduação da UFMG, visando, principalmente, ao letramento acadêmico. Ao fim de todo semestre, pede-se aos alunos que respondam um questionário avaliando o curso e suas atividades. A partir dos dados desse questionário, no período que compreende o segundo semestre de 2017 e o segundo semestre de 2018, percebeu-se, de forma recorrente, a preferência pela atividade “Análise de dados” e a rejeição da “Apresentação em vídeo”. À luz desses dados, nesta pesquisa, buscam-se possíveis explicações para tais escolhas. Acredita-se na importância deste artigo, primeiramente, por abordar gêneros multimodais que, com frequência, são preteridos na sala de aula. Além disso, vê-se tal relevância em razão de o trabalho apresentar, a partir das reflexõesteóricas de Marcuschi (2001), Rojo e Barbosa (2015), Ribeiro (2016), entre outros, a relação entre as escolhas dos alunos, a liberdade criativa permitida e as dificuldades de produção de textos orais pelos sujeitos, potencialmente decorrentes de um déficit educacional em relação à oralidade e ao letramento digital.

PALAVRAS-CHAVE: multiletramentos; oralidade; análise de dados; apresentação em vídeo.

 

ABSTRACT:The discipline “Portuguese Language Workshop: Reading and Text Production” has been offered, online and presentially, for a decade to undergraduate students at UFMG, aiming mainly at academic literacy. At the end of each semester, students are asked to complete a questionnaire evaluating the course and its activities. From the data of this questionnaire, in the period between the second semester of 2017 and the second semester of 2018, it was noticed, on a recurring basis, the preference for the activity “Data analysis” and the rejection of the “Video presentation”. In the light of these data, in this research, possible explanations for such choices are sought. We believe in the importance of this article, primarily, because it addresses multimodal genres that are often overlooked in the classroom. Moreover, mainly, for evidencing, from the theoretical reflections of Marcuschi (2001), Rojo and Barbosa (2015), Ribeiro (2016), among others, the relationship between the students' choices, the creative freedom allowed and the difficulties in producing oral texts by the students, potentially arising from an educational deficit in relation to oral and digital literacy.

KEYWORDS: multiliteracies; orality; data analysis; video presentation.


Palavras-chave


multiletramentos; oralidade; análise de dados; apresentação em vídeo.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Z. G. O. Gêneros orais, argumentação e ensino de língua portuguesa. Filologia e Linguística Portuguesa, v. 17, n. 1, p. 227-248, 2015. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/flp/article/view/109110 >. Acesso em: 10 jan. 2020.

BENTES, A. C. Linguagem oral no espaço escolar: rediscutindo o lugar das práticas e dos gêneros orais na escola. Explorando o ensino: Língua Portuguesa. Brasília, DF: Ministério da Educação, p. 15-35, 2010. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=7840-2011-lingua-portuguesa-capa-pdf&category_slug=abril-2011-pdf&Itemid=30192 >. Acesso em: 12 dez. 2019.

COSCARELLI, C. V.; AMARAL, L. L. O ensino de escrita acadêmica a distância na UFMG. Revista Docência do Ensino Superior, v. 7, n. 2, p. 182-199, 7 dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2340. Acesso em: 23 jan. 2020.

CURY, A. P. S. Oralidade no ensino superior: as aulas de língua portuguesa como uma contribuição efetiva no desenvolvimento do discurso oral. 2016. 111 f. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

MARCUSCHI, L. A. Oralidade e ensino de língua: uma questão pouco “falada”. In: DIONÍSIO, A. P.; BEZERRA, M. A. O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, p. 19-32, 2001.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 8 ed., 2007.

MORAN, J. M. O vídeo na sala de aula. Revista Comunicação & Educação. São Paulo, p. 27- 35, jan./abr. 1995. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36131. Acesso em: 13 jan. 2020.

PAIVA, V. L. M. O. Manual de pesquisa em estudos linguísticos. São Paulo: Parábola, 2019.

POSSENTI, S. Indícios de autoria. Perspectiva, v. 20. n. 1, p.105-124, 2002. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/10411. Acesso em: 10 fev. 2020.

RIBEIRO, A. E. Letramento digital: um tema em gêneros efêmeros. Revista da ABRALIN, v. 8, n. 1, p. 15-38, 2009. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/abralin/article/view/52433/32273. Acesso em: 02 jun. 2020.

RIBEIRO, A. E. Textos multimodais: leitura e produção. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

ROJO, R. H. R; BARBOSA, J. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

SCHNEUWLY, B. Palavra e ficcionalização: um caminho para o ensino da linguagem oral. In: SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, v. 18, 2004.

SILVA, A. R. C. Ensino e oralidade: encontros e desencontros nas aulas de língua portuguesa. In: Anais II CONEDU. Campina Grande - PB: Realize eventos científicos e editora, 2015. v. 2. p. 1-8. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV045_MD1_SA15_ID769_03092015151108.pdf. Acesso em: 22 fev. 2020.

SILVA, J. P.; LUNA, T. S. Ensino de produção textual visando à autoria: uma proposta para a construção da autonomia na escrita. Revista Prolíngua, v.10. n. 3, p. 18-34, nov./dez. 2015. Disponível em: https://www.periodicos.ufpb.br/index.php/prolingua/article/view/28691. Acesso em: 14 fev. 2020.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 3 ed., 3 reimp., 2016 [1998].




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.13.2.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
SCImago Journal & Country Rank