TICs, leitura em LE e gêneros: da habilidade à prática social docente e discente na escola não-profissionalizante

Jaime de Souza Júnior

Resumo


Neste artigo, abordo questões relativas ao processo de ensino-aprendizagem de leitura em Inglês como língua estrangeira (LE), tendo como foco a escola pública secundária não-profissionalizante. Em função de o trabalho ter se dado com base em uma pesquisa-ação conduzida, apresentarei a abordagem de ensino em que me fundamentei, relatando e discutindo os resultados de implementação prática. Indico como, nessa abordagem, ficam configurados os processos de planejamento e aplicação da sugestão que apresento através deste artigo, focando-me nos seguintes aspectos: a) a habilidade de leitura em LE; b) as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) como recurso pedagógico; c) os gêneros como instrumento de ensino da língua estrangeira; d) dinâmicas e práticas docente e discente; d) a produção de atividades de leitura em LE.


Palavras-chave


Leitura em LE. Gêneros Textuais. TICs. Letramento (digital). Escola pública não-profissionalizante.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.6.2.32-55

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
SCImago Journal & Country Rank