Categorias sociais da Ópera do Malandro / Social Categories in Ópera do Malandro

Anderson Luis Thomaz, Maurini de Souza, Marcelo Fernando de Lima

Resumo


Resumo: Este trabalho expõe uma interpretação das categoriais sociais representativas no Brasil na década de 1970, retratadas em cinco canções de Chico Buarque de Hollanda na peça Ópera do malandro. Procuramos demonstrar, a partir dos exemplos musicais propostos, que Hollanda fez da relação tensa entre censura e produção artística a base de sua matéria poética, imprimindo um sentido político-social original em sua obra musical, indo além dos limites da canção de protesto tradicional. Essa opção do autor teve como base a proposta teórico-prática do dramaturgo e teórico alemão Bertolt Brecht, que, em seus escritos sobre ópera, defende uma maior independência da música com relação à ação dramática.

Palavras-chave: literatura; comunicação; história; categorias sociais.

Abstract: The aim of this essay is to present an interpretation of representative social categories usually common in the 1970’s in Brazil used in five Chico Buarque de Hollanda’s songs for Ópera do Malandro. We pointed out that, in such collection of songs, Hollanda made the basis of his poetical matter out of the relations between artists and censorship during the Brazilian dictatorship. This option of the Brazilian author was based on the theoretical and practical proposal of the German playwright and theorist Bertolt Brecht, whose writings about opera advocate more independence of music in relation to the dramatic action. By doing so, Hollanda gave social and political sense to his musical works, overcoming the borders of regular protest songs at the time and demonstrating that the hybridism between art and communication is important in determinate historic moments.

Keywords: literature; communication; history; social categories.


Palavras-chave


literature; communication; history; social categories.

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, Rosane. A atribuição de categorias sociais em encontros colegiados de uma cooperativa. Unircoop, Sherbrook, v. 4, n. 1, p. 237-257, 2006. Disponível em: https://www.academia.edu/3485255/Atribui%C3%A7%C3%A3o_de_categorias_sociais_em_encontros_colegiados_de_uma_cooperativa. Acesso em: 9 set. 2014.

ALENCAR, Sandra Siebra. A censura versus o teatro de Chico Buarque de Hollanda, 1968-1978. Acervo, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 101-114, jul./dez. 2002.

ALVES, Márcio Moreira. Márcio Moreira Alves. Entrevista. In: MEMÓRIAS do exílio. Brasil, 1964-19??. Direção e coordenação de Pedro Celso Uchôa Cavalcanti e Jovelino Ramos. São Paulo: Livramento, 1978. v. 1: De muitos caminhos.

ARNS, D. Paulo Evaristo (Org.). Brasil: nunca mais. Um relato para a história. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 1986.

BAER, Werner. A retomada da inflação no Brasil: 1974-1986. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 29-72, jan.-mar. 1987. Disponível em: http://www.rep.org.br/PDF/25-3.PDF. Acesso em: 9 set. 2014.

BRECHT, Bertolt. Estudos sobre teatro. Tradução de Fátima Pais Brandão. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978.

BRECHT, Bertolt. Gesammelte Werke. Frankfurt am Main: Suhrkamp Verlag, 1967. v. 15: Schriften zum Theater.

CHIAVENATO, Júlio José. O golpe de 64 e a ditadura militar. 5. ed. São Paulo: Moderna, 1994.

CHICO Buarque. Letras. [s.d.]. Disponível em: http://letras.mus.br/chico-buarque. Acesso em: 9 set. 2014.

FERNANDES, Rinaldo (Org.). Chico Buarque do Brasil: textos sobre as canções, o teatro e a ficção de um artista brasileiro. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

HABERT, Nadine. A década de 70: apogeu e crise da ditadura militar brasileira. São Paulo: Ática, 1992.

HOLLANDA, Chico Buarque. Bastidores. Rio de Janeiro: EMI Music Brasil, 2005. 1 DVD (73 min.).

HOLLANDA, Chico Buarque. Ópera do malandro. São Paulo: Círculo do Livro, 1978.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. INPC (IBGE) – Variação % mensal, 2009. Disponível em: http://www.ocaixa.com.br/bancodedados/inpc.htm. Acesso em: 9 set. 2014.

NAPOLITANO, Marcos. O regime militar brasileiro: 1964-1985. 4. ed. São Paulo: Atual Editora, 2009.

PEIXOTO, Fernando. Teatro em movimento. São Paulo: Hucitec, 1989.

PERRONE, Charles A.; GINWAY, M. Elizabeth; TARTARI, Ataíde. Chico sob a ótica internacional. In: FERNANDES, Rinaldo (Org.). Chico Buarque do Brasil: textos sobre as canções, o teatro e a ficção de um artista brasileiro. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

POULANZAS, Nicos. Poder político e classes sociais. São Paulo: Martins Fontes, 1977.

REIS, Andréa. Os malandros na prosa e na música dos Buarque de Holanda. Neamp – Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política da PUC-SP. Artigos. [s.d.]. Disponível em: http://www.pucsp.br/neamp/artigos/artigo_32.html. Acesso em: 1 set. 2014.

RODRIGUES, Eduardo Vítor et al. A pobreza e a exclusão social: teorias, conceitos e políticas sociais em Portugal. [s.d.]. Disponível em: http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/1468.pdf. Acesso em: 9 set. 2014.

TATIT, Luiz. Tensões da dor. In: FERNANDES, Rinaldo (Org.). Chico Buarque do Brasil: textos sobre as canções, o teatro e a ficção de um artista brasileiro. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

VAN DE WIEL, Franciscus Willem Antonius Maria. Trabalho e malandragem como repressão e transgressão nas canções da 'Ópera do malandro' de Chico Buarque. 2003. 206 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.26.2.47-64

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Anderson Luis Thomaz, Maurini de Souza, Marcelo Fernando de Lima



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.