Do florilégio à antologia da Poesia Brasileira da invenção: uma reflexão sobre o paradigma da história da Literatura Brasileira

Luiz Roberto Velloso Cairo

Resumo


This paper aims to discuss the Brazilian Literary History model, a polemic issue, which concerned the romantic and realistic Brazilian criticism and still arouses the interest of contemporary criticism.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Januário da Cunha (Côn.). Parnaso Brasileiro. Rio de Janeiro: Tipografia Imperial e Nacional, 1829.2 v.

CAMPOS, Haroldo de. A arte no horizonte do provável. São Paulo: Perspectiva, 1969.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira. São Paulo: Martins, 1971. 2v.

CANDIDO, Antonio. Sílvio Romero. Teoria, crítica e história literária. Rio de Janeiro: LTC-Livros Técnicos e Científicos; São Paulo: EDUSp, 1978.

CARVALHO, Ronald de. Pequena história da literatura brasileira. Rio de Janeiro: F. Briguiet & Cia., 1968.

JAKOBSON, Ramon. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1970.

MOREIRA, Maria Eunice. Nacionalismo literário e crítica romântica. Porto Alegre: Instituto Estadual do livro, 1991.

VARNHAGEN, Francisco Adolfo. Florilégio da Poesia Brasileira. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1987. 3v.

VENTURA, Roberto. Estilo tropical. São Paulo: Companhia dos Letras, 1991.

VERISSIMO, José. História da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: José Olympio, 1969.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.3.0.43-53

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1995 Luiz Roberto Velloso Cairo



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.