A Ficção de Bharati Mukherjee: Representações de Imigrantes nos Estados Unidos na Pós-Modernidade

Solange Ribeiro Oliveira

Resumo


o artigo começa por ressaltar a invisibilidade do colonizado nas literaturas coloniais, espetacularmente
ilustrada por alguns contos de Kipling, entre os quais, "Wayside Comedy" e "Just a Subaltern ". Examina, a seguir, a visibilidade do Outro na literatura recente, especialmente aforma pela qual o sujeito pós-colonial se projeta naficção pós-colonial. Nos contos da escritora indiana Bharati Mukherjee, residente nos Estados Unidos, isso acontece de forma particularmente interessante, no tom paródico caro à ficção pós-moderna. A velha relação especular entre o Mesmo e o Outro pode persistir, embora a nova visibilidade do oprimido resulte numa interpretação grotesca tanto do sujeito quanto do objeto da relação neo-colonial. Por outro lado, a representação das relações entre imigrantes e a cultura hegemônica nos Estados Unidos é freqüentemente problematizada e relativizada. Os corolários dessas idéias são desenvolvidos e ilustrados em relação aos contos de Mukherjee "The Tenant" e "Orbiting ", que integram a coleção The Middleman and Other Stories.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.5.0.183-192

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1997 Solange Ribeiro Oliveira



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.