Der Prozess e a Arte - Anotações para uma poética de Kafka

Manuel Antônio Castro

Resumo


A leitura interpretativa que o presente estudo faz de O Processo afasta-se das interpretações tradicionais. Os fundamentos metafísicos que deram origem aos gêneros e aos estilos de época são insuficientes para apreenderem a especificidade da obra literária. Eles são substituídos pela própria obra, entendida como processo. Ler poeticamente a obra é fazer eclodir a sua poética. Para tanto, assinalam-se na obra de Kafka três grandes processos: a vida cotidiana, a vida jurídico-institucional, o manifestação do real. A unidade desses três processos é realizada por um quarto: o processo narrativo. A culpa de Joseph K. é lida como a morte que irrompe com a vida, mas da qual o personagem não quer tomar-se consciente. Todo o processo narrativo, do qual resulta O Processo, consiste nesta descoberta abissal e inexorável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.5.0.253-280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1997 Manuel Antônio Castro



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.