Entre a plateia e o tablado: Machado de Assis, crítico teatral

Eliane Fernanda Cunha Ferreira

Resumo


Resumo: O objetivo deste texto é demonstrar a atuação de Machado de Assis em uma de suas funções literárias menos apreciadas pela crítica tradicional sobre a obra do escritor brasileiro: a de crítico teatral. Apresentam-se suas ideias sobre teatro e o contexto histórico-cultural da capital do Império, notadamente marcado pela presença de um teatro importado transplantado para os tablados tropicais.

Palavras-chave: teatro brasileiro; crítica teatral; historiografia teatral.

Abstract: The aim of this text is to demonstrate Machado de Assis’ actuation in one of his less literary activities appreciated by the mainstream traditional criticism about the Brazilian writer: the theatrical critic. This essay shows his ideas about theatre and the historical-cultural context of the capital of Empire, which was mainly marked by the presence of an imported theatre transplanted to the tropical stages.

Keywords: Brazilian theater; theatrical criticism; theatrical historiography.


Palavras-chave


teatro brasileiro; crítica teatral; historiografia teatral; Brazilian theater; theatrical criticism; theatrical historiography.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, Machado de. Obra completa. Rio de Janeiro: W. M. Jackson, 1952. 31 V.

BELLEI, Sérgio Luiz Prado. Nacionalidade e literatura: os caminhos da alteridade. Florianópolis: Daufsc, 1992.

BOSI, Alfredo et al. Machado de Assis. São Paulo: Ática, 1982.

CAMPOS, Haroldo de. Metalinguagem e outras metas: ensaios de teoria e crítica literária. 4.ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

FARIA, João Roberto. O teatro realista no Brasil: 1855-1865. São Paulo: Perspectiva, Edusp, 1993.

FERREIRA, Eliane Fernanda Cunha. Machado de Assis sob as luzes da ribalta. São Paulo: Editorial Cone Sul, 1998.

MASSA, Jean-Michel. A juventude de Machado de Assis. In: BOSI, Alfredo et al. Machado de Assis. São Paulo: Ática, 1982.

RIBEIRO, Maria Augusta H. W. Machado de Assis, um teatro de figuras controversas. 1989. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1989.

SCHWARZ, Roberto. Que horas são? – ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.7.0.58-68

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2000 Eliane Fernanda Cunha Ferreira



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.