A leitura de uma ficção: A história sem fim

Celso Rennó Lima

Resumo


Resumo: O autor ensaia um estudo na fronteira entre literatura e psicanálise. Para alcançar este seu objetivo trabalha o texto de Michael Ende: “Uma história sem fim”, para demonstrar como a imagem do eu é construída a partir de traços especulares e da fantasia. Ao mesmo tempo é possível clarear as funções dos traços simbólicos como a única forma de abandonar o mundo encantado das imagens. Em outras palavras, este texto é um passeio através da loucura do poder ilimitado do imaginário (eu ideal) em direção ao traço limite da identificação no simbólico (ideal do eu) que é capaz de organizar a realidade de cada sujeito.

Palavras-chave: imaginário e simbólico; eu ideal; ideal do eu.

Abstract: The author tries to make a study in the frontier between literature and psychoanalysis. In order to fulfill this purpose he works on the text of Michael Ende: “The endless history”, to show how the image of the ego is built after the traces in the mirror and the fantasy. At the same time it is possible to make clear the functions of symbolic traces as the only way to get rid of the enchanted world of the images. In other words, this text is a walk through the madness of the unlimited power of the imaginary (Ideal ego) to the limited trace of identification in the symbolic (ego ideal) that is able to organize the reality of each person.

Keywords: imaginary and symbolic; ideal ego; ego ideal.


Palavras-chave


imaginário e simbólico; eu ideal; ideal do eu; imaginary and symbolic; ideal ego; ego ideal.

Texto completo:

PDF

Referências


ENDE, Michael. A história sem fim. Trad. Maria do Carmo Cary. São Paulo: Martins Fontes/ Editorial Presença, 1985.

FREUD, Sigmund. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Trad. Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago Editora Ltda, 1976.

JULIEN, Philippe. Le retour a Freud de Jacques Lacan. Toulouse: Littoral, sd.

LACAN, Jacques. Escritos. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998.

TROBAS, G. Le triangle des ‘affects speculaires’. Actes d’Ecole de la Cause freudienne, n. X, Paris, 1986.

SCILICET, Paris, n.2-3, p. 103-136, Seuil, 1970. Le clivage du sujet et son identification.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.12.0.56-63

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2005 Celso Rennó Lima



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.