De Espanha nem bom vento nem bom casamento: a figura do espanhol nas narrativas de José Riço Direitinho

Silvana Maria Pessôa Oliveira

Resumo


Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar a maneira como a ficção portuguesa das duas últimas décadas vem refletindo sobre as representações históricas e ficcionais que caracterizam, de forma ambígua, contraditória e às vezes bastante negativa, a presença do espanhol na Literatura Portuguesa Contemporânea.

Palavras-chave: Literatura portuguesa contemporânea; crítica literária; José Riço Direitinho.

Résumé: L’objectif de ce travail est d’analyser comment la fiction portugaise des deux dernières décennies questionne les representations historiques et fictionnelles qui caractérisant, sous forme equivoque, contradictoire et parfois negative, la presence de l’espagnol dans la Literature Portugaise Contemporaine.

Mots-clés: Littérature portugaise contemporaine; critique littéraire; José Riço Direitinho.


Palavras-chave


Literatura portuguesa contemporânea; crítica literária; José Riço Direitinho; Littérature portugaise contemporaine; critique littéraire.

Texto completo:

PDF

Referências


DIREITINHO, José Riço. A casa do fim. Porto: Asa, 1992. 178 p.

DIREITINHO, José Riço. O relógio do cárcere. Porto: Asa, 1997. 160 p.

DIREITINHO, José Riço. Histórias com cidades. Porto: Asa, 1997. 208 p.

DIREITINHO, José Riço. Breviário das más inclinações. Rio de Janeiro: Griphus, 2001. 171 p.

DIREITINHO, José Riço. Um sorriso inesperado. Porto: Asa, 2005. 156 p.

GONZÁLEZ, Mario. O romance picaresco. São Paulo: Ática, 1988. 91 p.

TÁLENS, Jenaro. Novela picaresca y práctica de la transgressión. Madrid: Júcar, 1975. 283 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.19.2.283-286

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 Silvana Maria Pessôa Oliveira



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.