O Rei David: indícios e suspeitas nas entrelinhas do texto / King David: Indices and Suspicions Between the Lines

Sergio Alberto Feldman

Resumo


Resumo: O rei David é um personagem de extrema importância para judeus e cristãos. Iniciador de uma dinastia real denominada Casa de David que pretende ser o tronco de uma linhagem essencial para a consecução do plano divino na História: dessa família viria o Messias. A exegese judaica e cristã tende a exaltar suas evidentes qualidades, mas se exime de uma leitura política do texto bíblico dos dois Livros de Samuel. Este texto pretende desconstruir a sacralidade e refletir sobre o político que age por razões de Estado e por vezes em oposição à Lei de Deus. Um personagem polissêmico, complexo e repleto de contradições que o humanizam e ampliam sua importância.

Palavras-chave: Casa de David; legitimidade; Livro de Samuel; lei divina.

Abstract: King David is extremely important to Jews and Christians because he founded a dynasty called House of David, which wanted to be the backbone of a lineage essential for achieving the divine plan in History: this family would beget the Messiah. Jewish and Christian exegesis tends to extol his obvious qualities, but it refrains itself from a political reading of the two books of Samuel. The present paper intends to deconstruct the sacredness of the politician and reflect on his acts taken for reasons of state and sometimes in opposition to the law of God. A polysemic character, king David is complex and full of contradictions that humanize him and magnify his importance.

Keywords: House of David; legitimacy; Book of Samuel; divine Law.


Palavras-chave


Casa de David; legitimidade; Livro de Samuel; lei divina; House of David; legitimacy; Book of Samuel; divine Law.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTER, Robert; KERMODE, Frank (Org.). Guia literário da Bíblia. Trad. Raul Fiker; revisão de tradução Gilson César Cardoso de Souza. São Paulo: Fundação Editora da Unesp, 1997.

FELDMAN, Sergio Alberto. Rei ungido a redentor da humanidade: a evolução do conceito de Messias. In: SILVA, Gilvan Ventura; NADER, Maria Beatriz; FRANCO, Sebastião Pimentel (Org.). As identidades no tempo: ensaios de gênero, etnia e religião. Vitória: Edufes/PPGHIS, 2006. p. 353-366.

FINKELSTEIN, Israel; SILBERMAN, Neil Asher. A Biblia não tinha razão. Trad. Tuca Magalhães. São Paulo: A Girafa, 2003.

GRÜEN, Wolfgang. O tempo que se chama hoje: introdução ao Antigo Testamento. São Paulo: Paulinas, 1983.

KAUFMANN, Yehezkel. A religião de Israel. Trad. Attílio Cancian. São Paulo: Perspectiva, 1989.

LAMADRID, Antonio González. As tradições históricas de Israel: introdução ao Antigo Testamento. Trad. José Maria de Almeida. Petrópolis: Vozes, 1999.

LODS, Adolphe. La religion de Israel. Versión castellana A. Spivak. Buenos Aires: Hachette, 1939.

LODS, Adolphe. Israel desde las orígenes hasta mediados del siglo VIII (a. de C.). Traducción al español Vicente Clavel. México: UTEHA, 1956.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.20.3.103-116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Sergio Alberto Feldman



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.