Imagens insólitas de um crime em Nós Três, de Lygia Bojunga / Unusual Images of a Crime in Lygia Bojunga’s Nós Três

Marisa Martins Gama Khalil

Resumo


Resumo: O ensaio tem como proposta a análise de Nós três, narrativa de Lygia Bojunga que tem como conflito central o assassinato de um rapaz e como testemunha desse ato uma criança. Esse texto constrói- se como transgressor, na medida em que obras destinadas ao público infantil e juvenil normalmente desvelam enredamentos lineares e finais felizes. Pela análise mostraremos como a autora, por intermédio de recursos relacionados à narrativa fantástica, consegue conferir poeticidade à representação de um crime, sem, contudo, retirar dessa representação a atmosfera de medo e horror, tão cara a narrativas desse gênero.

Palavras-chave: literatura fantástica; crime; espaço liso.

Abstract: The purpose of this essay is to offer the analysis of Lygia Bojunga’s Nós três. In this story the main conflict is the murder of a young man, and the witness to this crime is a child. This narrative is constructed in a transgressive way, considering that books destined for children and youth usually present linear plots and happy endings. With the analysis we intend to show how the author is able to confer poeticity to the representation of a crime, by using resources that are related to fantastic narrative, without removing from this representation the atmosphere of fear and horror that is typical of the fantastic genre.

Keywords: fantastic literature; crime; smooth space.


Palavras-chave


literatura fantástica; crime; espaço liso; fantastic literature; crime; smooth space.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Notas de literatura I. Trad. Jorge de Almeida. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2003.

ALBERGARIA, Consuelo. Violência e transgressão na tragédia grega. Tempo Brasileiro: Violência na Literatura, Rio de Janeiro, n. 59, p. 20-32, ago.-out. 1979.

ARIÈS, Phillippe. História social da criança e da família. 2. ed. Trad. Dora Flaksman. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

ARISTÓTELES. Poética. Trad. Baby Abrão. São Paulo: Nova Cultural, 1999. (Os Pensadores.)

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaio sobre a imaginação da matéria. 3. ed. Trad. Antonio Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. 7. ed. Trad. Antonio Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

CARPENTIER, Alejo. A literatura do maravilhoso. Trad. Rubia Prates Godoni e Sérgio Molina. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais/Edições Vértice, 1987.

CORTÁZAR, Julio. Do sentimento do fantástico. In: ___. Valise de cronópio. 2. ed. Trad. João Alexandre Barbosa; Davi Arriguci Jr. São Paulo: Perspectiva, 2006. p. 175-179.

DARNTON, Robert. O grande massacre dos gatos: e outros episódios da história cultural francesa. 2. ed. Trad. Sonia Coutinho. Rio de Janeiro: Graal, 1986.

ECO, Umberto. História da feiura. Trad. Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Record, 2007.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia Trad. Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1997. v. 5.

HISSA, Cássio Eduardo Viana. A mobilidade das fronteiras: intersecções da geografia na crise da modernidade. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

LEENHARDT, Jacques. O que se pode dizer da violência? Trad. Ronaldo Lima Lins. In: LINS, Ronaldo Lima. Violência e literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990. p. 13-17.

LINS, Ronaldo Lima. Violência e literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

NUNES, Lygia Bojunga. Nós três. Rio de Janeiro: Agir, 1987.

PLATÃO. A República. Trad. Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1993.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. 3. ed. Trad. Maria Clara Castello. São Paulo: Perspectiva, 2004.

VALÉRY, Paul. Estudos e fragmentos sobre o sonho. In: ___. Variedades. Trad. Maiza Martins de Siqueira. São Paulo: Iluminuras, 1999. p. 91- 94.

ZILBERMAN, Regina; MAGALHÃES, Lígia Cadermatori. Literatura infantil: autoritarismo e emancipação. 3. ed. São Paulo: Ática, 1987.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.20.3.117-126

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Marisa Martins Gama Khalil



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.