Dobrar a natureza, divinizar-se: Ulisses na corte dos feácios / To Bend Nature, to Deify Oneself: Ulysses at the Phaeacian Court

Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa, Fábio de Souza Lessa

Resumo


Resumo: O ensaio consiste em reflexões literárias e históricas sobre os esportes nos arquivos-poemas homéricos, priorizando-se as histórias de guerra e regresso do aedo grego e não o elogio ou a análise de desempenhos físicos de críticos e espectadores de competições. Buscamos, na esteira de Hans Ulrich Gumbrecht, captar o espaço sagrado dos jogos a partir da intimidade entre Ulisses e a deusa estrategista Atena.

Palavras-chave: competições atléticas; jogos; poemas homéricos.

Abstract: We propose here some literary and historical reflections on sports in the archives-Homeric poems prioritizing stories concerning both war and the return of the Greek bard, not the eulogy or the analysis of physical performances of criticism theorists and spectators of competitions. We aim, following Hans Ulrich Gumbrecht, to grasp the meaning of the sacred space of games through the intimacy between Ulysses and Athena, the strategist goddess.

Keywords: athletic contests; games; homeric poems.


Palavras-chave


competições atléticas; jogos; poemas homéricos; athletic contests; games; homeric poems.

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. Trad. Eudoro de Sousa. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2008.

AUBRETON, Robert Introdução a Homero. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, 1956.

BARBOSA, Tereza Virgínia R. Sangue, suor e vinho. In: BUSTAMANTE, Regina Maria C.; LESSA, Fábio de S. (Org.). Memória & festa. Rio de Janeiro. Mauad, 2005. p. 63-71.

BARBOSA, Tereza Virgínia R. Por uma hermenêutica dos tópoi bíblicos. Estudos Bíblicos, n. 107, p. 11-24, 2010.

BEYE, Charles R. Ulisses: uma vida. Trad. André Malta. São Paulo: Odysseus, 2006.

CANGI, Adrián. Escribir el cuerpo: indicios, querellas y variaciones. In: SERRES, Michel. Variaciones sobre el cuerpo. Trad. Víctor Goldstein. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2011. p. 9-26.

CARDOSO, Ciro Flammarion. A etnicidade grega: uma visão a partir de Xenofonte. Phoînix, Rio de Janeiro, v. 8, p. 75-94, 2002.

CARLIER, Pierre. Homero. Trad. Fernanda Oliveira. Mem Martins: Publicações Europa- América, 2008.

FINLEY, Moses I. Os gregos antigos. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 1988a.

FINLEY, Moses I. O mundo de Ulisses. Trad. Armando Cerqueira. Lisboa: Presença, 1988b.

GIULIANOTTI, Richard. Sport: a critical sociology. Cambridge: Polity Press, 2005.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. “Perdido numa intensidade focada”: esportes e estratégias de reencantamento. Aletria, Belo Horizonte, v. 15, p. 11-19, 2007a.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Elogio da beleza atlética. Trad. Fernanda Ravagnani. São Paulo: Companhia das Letras, 2007b.

HEUBECK, Alfred; WEST, Sthefanie; HAINSWORTH, J. B. A commentary on Homer’s Odyssey. Oxford: Clarendon Press, 1990. v. I.

HOMERO. Odisseia. Trad. Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

HOMERO. Odisseia. Edição bilíngue. Trad. Donaldo Schüler. Porto Alegre: L&PM, 2007. 3 v.

HOMERO. Homeri Opera. Allen, T. A. (Ed.). Oxford: Oxford University Press, 1989. t. I e II.

HOMERO. Ilíada. Trad. Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.

KONSTAN, David. A amizade no mundo clássico. Trad. Marcia Epstein Fiker. São Paulo: Odysseus, 2005.

LESSA, Fábio de Souza. O Odisseu atleta entre os feácios: os jogos em Homero. In: LESSA, Fábio de Souza; BUSTAMANTE, Regina Maria Cunha. Dialogando com Clio. Rio de Janeiro: Mauad X, 2009. p. 77-86.

LESSA, Fábio de Souza. Esporte e construção de identidades. In: CHEVITARESE, André; CORNELLI, Gabriele; SILVA, Maria Aparecida O. (Org.). Tradição clássica e o Brasil. Brasília: Archai-UnB/Fortium, 2008. p. 113-122.

MALKIN, Irad. The returns of Odysseus: colonization and ethnicity. Berkeley: University of California Press, 1998.

MANNING, Clarence Augustus. Professionalism in Greek athletics. The Classical Weekly, v. 11, n. 10, p. 74-76, 1917.

PESCHANSKI, Catherine. Os bárbaros em confronto com o tempo (Heródoto, Tucídides, Xenofonte). In: CASSIN, Barbara et al. (Org.). Gregos, bárbaros, estrangeiros – a cidade e seus outros. Trad. Ana L. Oliveira e Lúcia C. Leão. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993. p. 56-74.

PÍNDARO. Obra completa. Edición e traducción de Emilio Suárez de la Torre. Madrid: Ediciones Cátedra, 2008.

RICHARDSON, Nicholas. The Iliad: a commentary. KIRK, Geoffrey Stephen (Org.). Cambridge: Cambridge University Press, 1993. V. VI. Livros 21-24.

SCHEID-TISSINIER, Evelyne. L’homme grec aux origines de la cité (900-700 av. J.-C.). Paris: Armand Colin, 1999.

SENNETT, Richard. Carne e pedra. Trad. Marcos Aarão Reis. Rio de Janeiro: Record, 1997.

SERRES, Michel. Variaciones sobre el cuerpo. Trad. Víctor Goldstein. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2011.

VIDAL-NAQUET, Pierre. O mundo de Homero. Trad. Jônatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.22.2.187-199

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa, Fábio de Souza Lessa



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.