“Entre o chão encontrado e o chão perdido”: Estive em Lisboa e lembrei de você, de Luiz Ruffato / “Entre une terre trouvée et une terre perdue”: Estive em Lisboa e Lembrei de Você, de Luiz Ruffato

Rita Olivieri-Godet

Resumo


Resumo: Nas duas últimas décadas do século 20, a recessão e a crise provocaram um fenômeno de emigração nunca visto no Brasil. Estive em Lisboa e lembrei de você, de Luiz Ruffato, flagra esse momento, explorando os aspectos socioeconômicos e culturais dos processos migratórios e o imaginário que os alimenta. Nosso estudo pretende discutir as modalidades de representação das migrações, examinando questões relacionadas com a alteridade e as mobilidades territoriais e textuais, nesse romance que coloca em cena “o retorno das caravelas” – os novos deslocamentos territoriais do Brasil e da África para Portugal.

Palavras-chave: migrações; alteridade; Luiz Ruffato.

Résumé: Entre une terre trouvée et une terre perduePendant les deux dernières décennies du XXe siècle, la récession et la crise ont engendré un phénomène d’émigration sans précédent au Brésil. Estive em Lisboa e lembrei de você, de Luiz Ruffato, capte ce moment tout en explorant certains aspects socio - économiques et culturels des processus migratoires ainsi que l’imaginaire qui les nourrit. Notre étude discute les modalités de représentation des migrations, en examinant les questions qui ont rapport à l’altérité et aux mobilités territoriales et textuelles, dans ce roman qui met en scène “le retour des caravelles” – les nouveaux déplacements territoriaux du Brésil et de l’Afrique vers le Portugal.

Mots-clés: migrations; altérité; Luiz Ruffato.


Palavras-chave


migrações; alteridade; Luiz Ruffato; migrations; altérité..

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCASTRO, Felipe. O trato dos viventes. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

BERND, Zilá. Figurações do deslocamento nas literaturas das Américas. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n, 30, p. 89-97, jul./dez. 2007.

CHAVES, Rita. O Brasil na cena literária dos países africanos de língua portuguesa, Angola e Moçambique. Experiência colonial e territórios literários. São Paulo: Ateliê Editorial, 2005.

DEALTRY, Giovanna. Cidades em ruínas: a história a contrapelo em Inferno provisório, de Luiz Ruffato. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 34, p. 209-221, jul./dez. 2009.

HOUAISS, Antonio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

GODET, Rita Olivieri. Errância/migrância/migração. In: BERND Zilá (Org.). Dicionário das mobilidades culturais: percursos americanos. Porto Alegre: Literalis, 2010. p. 189-209.

HAREL, Simon. Les passages obligés de l’écriture migrante. Montréal: XYZ, 2005.

HARRISON, Marguerite Itamar (Org.). Uma cidade em camadas. Ensaios sobre o romance eles eram muitos cavalos, de Luiz Ruffato. Vinhedo-SP: Horizonte, 2007.

OUELLET, Pierre. Le soi et l’autre. L’énonciation de l’identité dans les contextes interculturels. Québec: Laval, 2003.

RUFFATO, Luiz. Estive em Lisboa e lembrei de você. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

RUFFATO, Luiz. Eles eram muitos cavalos. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011.

SAYAD, Abdelmalek. L’immigration ou les paradoxes de l’altérité. L’illusion du provisoire. Paris: Raison d’Agir, 2006.

STOENESCO, Dominique. Histoires individuelles et histoire collective. Esthétique et éthique dans Eles eram muitos cavalos, de Luiz Ruffato. In: GODET, Rita Olivieri (Dir.). Ecriture et identités dans la nouvelle fiction romanesque. Rennes: PUR, 2010. p. 269-281.

VILLARINO PARDO, Carmen. Eles eram muitos cavalos no(s) processos de profissionalização de Luiz Ruffato. In: HARRISON, Marguerite Itamar (Org.). Uma cidade em camadas. Ensaios sobre o romance Eles eram muitos cavalos, de Luiz Ruffato. Vinhedo, SP: Horizonte, 2007. p. 155-187.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.22.3.131-138

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 Rita Olivieri-Godet



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.