Amós Oz e Fima: política e literatura (s)e(m) ressentimento / Amós Oz and the Third Condition: Politics and Literature and/without Resentment

Maria Clara Castellões de Oliveira

Resumo


Resumo: Este artigo aborda a articulação entre política, literatura e ressentimento, valendo-se primordialmente do estudo das obras Fima, de Amós Oz, e Ressentimento, de Maria Rita Kehl. Ele parte de um sentimento de espanto diante da falta de congruência entre não só colocações de Erich Auerbach e Cynthia Ozick acerca do relacionamento dos povos grego e judeu com a literatura como também de posturas de filósofos de extração judaica sobre conceitos tais como o de alteridade, hospitalidade, amizade, perdão e ética e os conflitos que se desenrolam entre árabes e judeus no Oriente Médio. A literatura de Oz é vista, neste contexto, como um lócus de exposição dessa incongruência, advinda de um excesso de memória, responsável pelo que ele chama de “síndrome de Jerusalém”, e que Kehl reconhece como ressentimento.

Palavras-chave: literatura; ressentimento; conflito entre árabes e judeus; Fima; Amós Oz.

Abstract: This article deals with the articulation of politics, literature and resentment, relying mostly on the study of the works The Third Condition, by Amós Oz, and Ressentimento, by Maria Rita Kehl. It is motivated by a feeling of astonishment in relation to the lack of congruence among not only the ideas of Erich Auerbach and Cynthia Ozick when it comes to the relationship between the Greeks and the Jews with literature, but also the postures of Jewish extraction philosophers on concepts such as those of alterity, hospitality, friendship, forgiveness and ethics and the conflicts between Arabs and Jews that occur in the Middle East. The literature produced by Oz is seen, in this context, as a locus of exposition of such incongruence, which is a result of an excess of memory, responsible for what he calls “Jerusalem syndrome”, and for what Kehl recognizes as resentment.

Keywords: literature; resentment; conflict between Arabs and Jews; The Third Condition; Amós Oz.


Palavras-chave


literatura; ressentimento; conflito entre árabes e judeus; Fima; Amós Oz; literature; resentment; conflict between Arabs and Jews; The Third Condition.

Texto completo:

PDF

Referências


AUERBACH, Erich. A cicatriz de Ulisses. In: _____. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1998 [1946]. p. 1-20.

KEHL, Maria Rita. Ressentimento. 4. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2011 [2004].

OZ, Amós. An unholy war. Disponível em: http://coursesa.matrix.msu.edu/~fisher/hst372/amosoz101796.html. Acesso em: 1 nov. 2012.

OZ, Amós. Contra o fanatismo. Trad. Denise Cabral. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004 [2002].

OZ, Amós. Fima. Trad. George Schlesinger. São Paulo: Companhia das Letras, 1996 [1991].

OZICK, Cynthia. Metaphor and memory. In: _____. Portrait of the artist as a bad character and other essays on writing. London: Pimlico, 1996. p. 311-329.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.23.2.175-184

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Maria Clara Castellões de Oliveira



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.