Da filologia da guerra à divisão do “eu” feminino em As Duas Sombras do Rio, de João Paulo Borges Coelho / From Philology of the War to The Feminine Ambivalence in As Duas Sombras do Rio, by João Paulo Borges Coelho

Nazir Ahmed Can

Resumo


Resumo: Em seu primeiro romance, As duas sombras do rio, João Paulo Borges Coelho explora diversos aspectos da guerra civil moçambicana, entre eles a ruptura familiar, o comércio ilegal e o trauma vividos pelas mulheres. Veremos como as personagens femininas, nesse romance, já não são vistas por seu caráter passivo e de espera ou como vítimas de uma guerra feita exclusivamente por homens; pelo contrário, individualizadas e já não representadas em bloco, mostram-se ativas de múltiplas maneiras. Desempenhando papéis variados na hierarquia social do romance, seus destinos se aproximam apenas pela divisão existencial e pela transitoriedade, condições tornadas visíveis pela descrição de seus estados íntimos e suas ações públicas.

Palavras-chave: literatura moçambicana; João Paulo Borges Coelho; guerra; representação da mulher.

Abstract: In his first novel, As duas sombras do rio, João Paulo Borges Coelho explores various dimensions of the Mozambican civil war, including family dissolution, illegal trading and the trauma experienced by women. We will analyze how the female characters in this novel are no longer noticed by their passive character or as victims of a war made exclusively by men: rather, they are individualized, active in different ways. Performing multiple roles in the social hierarchy of the novel, their fates come together only by the existential division and the transience, both conditions made visible in the contrasted description of their intimate states and public actions.

Keywords: Mozambican literature; João Paulo Borges Coelho; war; representation of women.


Palavras-chave


literatura moçambicana; João Paulo Borges Coelho; guerra; representação da mulher; Mozambican literature; war; representation of women.

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, Jean-Michel; REVAZ, Françoise. L’analyse des récits. Paris: Seuil, 1996.

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer: el poder soberano y la nuda vida. Traducción de Antonio Gimeno Cuspinera. Valencia: Pre-Textos, 2003.

BAKHTIN, Mikhail. La poétique de Dostoïevski. Paris: Seuil, 1998.

BESA, Carles. Màxima i novella: el cas de À la recherche du temps perdu. Barcelona: UPF, 1995. Disponível em: http://www.tesisenxarxa.net/TDX/TDX_UB/TESIS/AVAILABLE/TDX-0222105-134146//TESI_CBESA.pdf. Acesso em: 10 jan. 2009.

CABRITA, António. João Paulo Borges Coelho. ‘Setentrião’. Ndjira, 2005 (216 páginas). Proler, n. 13, p. 30, 2005.

CHAVES, Rita. Notas sobre a ficção e a história em João Paulo Borges Coelho. In: RIBEIRO, M. Calafate; MENESES, M. Paula (Org.). Moçambique: das palavras escritas. Porto: Afrontamento, 2008. p. 187-198.

COELHO, João Paulo Borges. As duas sombras do rio. Lisboa: Caminho, 2003.

COELHO, João Paulo Borges. Crónica da rua 513.2. Lisboa: Caminho, 2006.

COELHO, João Paulo Borges. Escrevo, mas não sou escritor, sou uma pessoa que escreve. Jornal Notícias, Lisboa, p. 2-3, 16 ago. 2006. Entrevista concedida a Gil Filipe.

COELHO, João Paulo Borges. A vez da consagração. meianoite, Maputo, p. 41, 4-10 abr. 2006. Entrevista concedida a Norberto Pedro.

COELHO, João Paulo Borges. Campo de transito. Lisboa: Caminho, 2007.

COELHO, João Paulo Borges. Entrevista a João Paulo Borges Coelho. Buala. 2010. Disponível em: http://www.buala.org/pt/cara-a-cara/entrevista-a-joao-paulo-borgescoelho. Acesso em: 16 nov. 2009. Entrevista concedida a Carmen Lucia Tindó Secco.

FOUCAULT, Michel. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 1978.

FRAPPAT, Helène. La violence. Paris: Garnier Flammarion, 2000.

HADDAD, Galit. Ethos préalable et ethos discursif: l’exemple de Romain Rolland. In: AMOSSY, Ruth (Dir.). Images de soi dans le discours: la construction de l’ethos. Lausanne; Paris: Delachaux & Niestlé, 1999. p. 155-176.

MAURON, Charles. Des metaphores obsédantes au mythe personnel: introduction à la psychocritique. Paris: José Corti, 1962.

MENDONÇA, Fátima. Hibridismo ou estratégias narrativas? Modelos de herói na ficção narrativa de Ngugi wa T’hiongo, Alex la Guma e João Paulo Borges Coelho. In: GARCIA, Mar; HAND, Felicity; CAN, Nazir (Org.). Indicities/Indices/Indícios: hybridations problématiques dans les littératures de l’Océan Indien. Ille-sur-Têt: Éditions K’A, 2010. p. 201-209.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.23.2.77-89

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Nazir Ahmed Can



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.