O tédio no Livro do desassossego

Adriano de Oliveira

Resumo


O Livro do desassossego representa um dos escritos mais relevantes e significativos do autor português Fernando Pessoa. A obra compreende uma coletânea de textos diversos assinados, em sua maioria, por Bernardo Soares. Em razão de sua estrutura e complexidade temática, o Livro do desassossego aborda situações, sentimentos e assuntos bastante variados, entre os quais se destaca o tema do tédio. O interesse fundamental deste artigo é considerar o estado entediado, sob as perspectivas da sua compreensão, das causas de sua manifestação e das tentativas ou atitudes convenientes para a sua superação. Esta análise limita-se à leitura corrente da obra do Ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa, mantendo sua especial atenção às ocasiões onde a palavra tédio aparece.


Palavras-chave


aborrecimento generalizado; desassossego; indiferença; sentido existencial; tédio.

Texto completo:

PDF

Referências


GIL, José. Cansaço, tédio, desassossego. Lisboa: Relógio d’Água, 2013.

PESSOA, Fernando. Livro do desassossego: composto por Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa. 11a. edição. Porto: Assírio e Alvim, 2013.

SERRÃO, Joel. Temas de cultura portuguesa. Lisboa: Livros Horizonte, 1983.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2359-0076.36.55.49-63

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Centro de Estudos Portugueses
ISSN 1676-515X (impressa) / ISSN 2359-0076 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

.