O "elemento feminino" na memória de Portugal: Murilo Mendes e Vieira da Silva

Maria Luiza Scher Pereira

Resumo


Este trabalho apresenta um aspecto da pesquisa sobre a presença de traços do arquivo cultural português na obra de Murilo Mendes. Pretende-se observar como o elemento feminino, presente na poesia de Murilo, funciona na representação de Portugal, no texto memória/relato de viagem do livro Janelas Verdes. A partir disso, observa-se ainda como Lisboa é representada por Vieira da Silva, num semelhante processo de acionamento da memória, em quadros produzidos no seu período de exílio no Rio de Janeiro.

 

This paper discusses an aspect of the research into the presence of certain features of Portuguese cultural archives in the work of Murilo Mendes. Our aim is to examine how the female element, present in Murilo's poetry, works out in the representation of Portugal, in the text from the book Janelas Verdes, considered as both memoirs and travei accounts. From that perspective, it is also observed how Lisbon is represented, in a similar process of activatingmemory,in picturesproduced by Vieira da Silva during his exile in Rio de Janeiro.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2359-0076.21.29.93-104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2001 Maria Luiza Scher Pereira

Revista do Centro de Estudos Portugueses
ISSN 1676-515X (impressa) / ISSN 2359-0076 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

.