Notícias

Literatura e democracia

 
 
Primeiramente, vocês sabem. Escrever pode ser um gesto político. Mas nem sempre pode ser. Alguns escrevem e são torturados. Outros escrevem dentro das prisões. Vozes escrevem para silenciar vozes. Sem falar nas literaturas orais que grafitam fora isto, abaixo aquilo. Ou mesmo nas estratégias textuais utilizadas, ao longo do tempo, para censurar ou driblar a censura. Pense nessas crises: trabalhe o seu texto para a Em TeseWe have a dream: um Dossiê que investigue a relação entre Literatura – em suas diversas manifestações, orais e escritas, líricas e épicas e dramáticas e ensaísticas – e Democracia – seja quando ela existiu e/ou quando ela não pode existir, seja enquanto conceito e/ou enquanto forma social. Muitos escritores, ao longo de períodos ditatoriais ou de liberdade de expressão, produziram seus textos discutindo, formalmente e/ou como tema, essa maneira de governo em que o povo exerce a soberania. Por isso a pauta do v. 23, n. 1 da Em Tese é democrática: não importa se seu objeto de estudo literário é pró ou contra o regime popular. O foco está no tensionamento entre Literatura Democracia. Ame-os, ou deixe-os.
 

Prazo para submissão: 20 de janeiro a 20 de abril de 2017.

 
Publicado: 2016-12-16
 
1 a 1 de 1 itens