A conquista das mulheres do Muro das Lamentações

Bruna Krimberg von Muhlen, Marlene Neves Strey

Resumo


Este artigo surgiu a partir da polêmica das mulheres judias que lutavam pelo direito de rezar no Muro das Lamentações ou Muro Ocidental, o Kotel HaMaaravi, um direito até então reservado apenas para os homens. Esse direito recentemente foi conquistado por elas. No entanto, muitos judeus de orientação religiosa ortodoxa são contra. Assim, o objetivo deste texto foi investigar os argumentos contra e a favor para desse direito. Foram levantados argumentos contrários fundamentados em crenças dos judeus ortodoxos; e argumentos favoráveis, ancorados em crenças de judeus não ortodoxos. Como conclusão, foi encontrado que os fundamentos ortodoxos são decorrentes de costume e tradição, e não especificamente numa lei.

Palavras-chave


Mulher. Religião. Judaísmo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.10.18.60-68

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.