"O pianista", de Wladyslaw Szpilman, e a literatura de testemunho

Raquel de Matos Andrade

Resumo


Este artigo analisa o livro de memórias O pianista, de Wladyslaw Szpilman, publicado em 1998, e que originou o filme homônimo de Roman Polanski, lançado em 2002, com outros autores que escreveram sobre a memória, a escrita de si e a literatura de testemunho. Lembrar é, no contexto deste trabalho, buscar a cura de mazelas, registrar o que houve e, talvez, por intermédio de algumas reflexões, impedir que atrocidades se repitam. 


Palavras-chave


Szpilman. Literatura de testemunho. Memória.

Texto completo:

PDF

Referências


BARCINSKI, Tomasz. Alguns comentários do tradutor. In: SZPILMAN, Wladyslaw. O Pianista. Trad. Tomasz Barcinski. Rio de Janeiro; São Paulo: Editora Record, 2003. p. 7-10.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. O rastro e a cicatriz: metáforas da memória. Proposições, v. 13, n. 3, set./dez. 2002. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2017.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Trad. Beatriz Sidou. São Paulo: Centauro Editora, 2008.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rosseau à internet. Trad. Maria Inês Coimbra Guedes e Jovita Maria Gerheim Noronha. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. O local da diferença: ensaios sobre a memória, arte, literatura e tradução. São Paulo: Editora 34, 2005

SZPILMAN, Andrzej. Prefácio. In: SZPILMAN, Wladyslaw. O pianista. Trad. Tomasz Barcinski. Rio de Janeiro; São Paulo: Editora Record, 2003. p. 11-13.

SZPILMAN, Wladyslaw. O pianista. Trad. Tomasz Barcinski. Rio de Janeiro; São Paulo: Editora Record, 2003.

WEINRICH, Harald. Lete: arte e crítica do esquecimento. Trad. Lya Luft. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.11.21.186-197

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.