Fiama Hasse Pais Brandão: escrita poética recriando os clássicos

Maria do Céu Fialho

Resumo


A diversificada formação cultural de Fiama, o multiculturalismo que em si assume e lhe corre no sangue constituem a razão mais forte para que esta procura poética, que é procura da vida e do seu sentido mais profundo, seja imbricada, labiríntica, propícia à recolha reflexiva em si mesma ou no útero-caverna das palavras e do pensamento antiquíssimo, como recolha iniciática. Assim, perseguir na sua obra poética marcas do universo greco-latino leva-nos, inevitavelmente, à verificação de que raras vezes elas se encontram isoladas, autónomas, alheias a associações outras. Fiama põe lado a lado contemporaneidade e Mundo Antigo, geografias diversas, como O Xanto, o Tibre e o Reno, poesia alemã e grega, universo bíblico e universo helénico ou romano.


Palavras-chave


multiculturalismo; cabala; correspondências culturais; Os Clássicos e os Outros.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, F. H. P. O labirinto camoniano e outros labirintos: temas de literatura e de história portuguesas. Lisboa: Teorema, 2007.

BRANDÃO, F. H. P. Obra breve: poesia reunida. Lisboa: Assírio e Alvim, 2006.

BRANDÃO, F. H. P. Sob o olhar de Medeia. Lisboa: Relógio d’Água, 1998.

EURÍPIDES. As bacantes. Trad. Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Edições 70, 1992.

FIALHO, M. C. O mar na poesia portuguesa contemporânea: a escrita de

Fiama Hasse Pais Brandão. In: OLIVEIRA, F.; THIERCY, P.; VILAÇA, R. (Coords.). Mar greco-romano. Coimbra: Imprensa da Universidade, 2006. p. 397-415. DOI: https://doi.org/10.14195/978-989-26-0438-1_21.

FIAMA Hasse Pais Brandão (1938-2007): a fala do nome mágico. Público, Lisboa, 21 jan. 2007. Caderno Cultura Ípsilon. Disponível em:

--a-fala-do-nome-magico-117588>. Acesso em: 21 jan. 2007.

FORTUNE, D. A cabala mística. Tradução de Mário Muniz Ferreira. São Paulo: Pensamento, 2010.

HOMERO. Ilíada. Tradução de Frederico Lourenço. Lisboa: Cotovia, 2005.

MOORE, D. A Guide to Masonic Symbolism. Hersham: Ian Allan Publishing, 2009.

PEREIRA, P. M. Dicionário de termos maçónicos. Lisboa: Produções Editoriais, 2008.

SCHOLEM, G. La Kabbale et sa symbolique: Jean Boesse. Paris: Payot, 2003.

SILVEIRA, J. F. da. Portugal: maio de Poesia 61. Lisboa: IN/CM, 1986.

SOUSA, C. M. de. Na sabedoria de uma quietude: Três rostos de Fiama. Relâmpago: revista de poeesia, [s.l.], n. 8, p. 27-43, abr. 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3636.13.1.39-57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nuntius Antiquus
ISSN 2179-7064 (impressa) / ISSN 1983-3636 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.