Apropriação da análise de discurso crítica em uma discussão sobre comunicação social

Viviane de Melo Resende, María del Pilar Tobar Acosta

Abstract


Resumo: Com o intuito de entender a forma como os street papers representam a situação de rua e em que medida oferecem espaço para pessoas nessa situação se autorrepresentarem, realizou-se uma pesquisa qualitativa em que foram analisados cinco jornais e revistas publicados no Brasil e em Portugal. Para este artigo, foi composto um corpus documental formado por cinco volumes consecutivos do jornal O Trecheiro. Com base na Análise de Discurso Crítica, este trabalho investiga a maneira como se deu a representação da situação de rua nesses volumes do periódico, explorando as seguintes categorias analíticas: significado de palavra, intertextualidade, representação de atores sociais e interdiscursividade. A inclusão, nos textos do jornal, de vozes de pessoas nessa condição abre espaço para sua autorrepresentação, o que possibilita a materialização de narrativas outras, por outros prismas experienciais. Nesse espaço, leitores/ as em situação de rua, público preferencial dessa iniciativa, podem se ver representados/as, podem construir modos alternativos de identificação, com base em outros modos particulares de representação (discursos), para muito além daqueles que os/as desumanizam.

Palavras-chave: análise de discurso crítica; publicações de rua; situação de rua.

Abstract: In order to understand how street papers represent homelessness and to what extent provide space for homeless people self-represention, a qualitative research investigating five newspapers and magazines published in Brazil and Portugal was held. For this paper, we composed a corpus of five consecutive volumes of the newspaper O Trecheiro. Based on Critical Discourse Analysis, we investigate the representation of homelessness in these volumes of the journal, exploring the analytical categories lexicon, intertextuality, representation of social actors and interdiscursivity. The inclusion of voices of people in homelessness in the texts of the newspaper opens space for their self-representation, which allows the materialization of other narratives, by other experiential prisms. In this space, homeless readers can see themselves represented; they can construct alternative modes of identification, based on other particular modes of representation (discourses), far beyond those which dehumanize them.

Keywords: critical discourse analysis; street papers; homelessness.


Keywords


critical discourse analysis; street papers; homelessness

References


ACOSTA, M. P. T. Protagonismo face à inevitabilidade: vozes da rua em Ocas e em O Trecheiro – análise de discurso crítica. 2012. 232f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

ACOSTA, M. P. T.; RESENDE, V. M. Análise de discurso crítica: reflexões sobre a investigação discursiva em contextos de resistência. In: MARCHIORI, M. (Org.). Linguagem e discurso. São Paulo: Difusão, 2014a.

ACOSTA, M. P. T.; RESENDE, V. M. “Não deu no rádio, no jornal ou na televisão” – Análise discursiva crítica de textos do jornal O Trecheiro. In: OTONNI, M. A.; LIMA, M. C. Discursos, identidades e letramentos – abordagens de análise de discurso crítica. São Paulo: Cortez, 2014b.

ACOSTA, M. P. T.; RESENDE, V. M. Mudança discursiva no jornal O Trecheiro. In: MOURA, D. O.; PEREIRA, F. H.; ARGHIRNI, Z. L. (Org.). Mudanças e permanências do jornalismo. Florianópolis: Insular, 2015.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

BENEVENUTO, Á. Jr. Para apreender o alternativo na comunicação contemporânea. UNIrevista, Unisinos, v. 1, n. 3, 2006.

BHASKAR, R. Societies. In: ARCHER, M. et al. (Org.). Critical realism. Essential readings. London; New York: Routledge, 1998. p. 206-257.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

BRASIL. Casa Civil da Presidência da República, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto n. 7.053 de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 dez. 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D7053.htm. Acesso em: 24 jan. 2017.

BUARQUE, C. O que é apartação: o apartheid social no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2003.

CANCLINI, N. G. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Trad. Maurício Santana Dias. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

CHOULIARAKI, L.; FAIRCLOUGH, N. Discourse in late modernity. Edinburgh: University Press, 1999.

D’ANGELO, C. G. Procedimiento alternativo: método de análisis de discurso audiovisual. In: PARDO ABRIL, N. G. Discurso em la web: pobreza em Youtube. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2012. p.133-145.

DICIONÁRIO Aurélio versão on-line.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Trad. Izabel Magalhães. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. London: Routledge, 2003.

FAIRCLOUGH, N. Language and globalization. London: Routledge, 2006.

FAIRCLOUGH, N. Global capitalism and change in higher education: dialectics of language and practice, technology, ideology. In: BAAL CONFERENCE, 2007, Edinburg, Scotland. Proceedings… London: Scitsiugnil Press, 2008. p. 131-140.

FAIRCLOUGH, N. Critical discourse analysis. The critical study of language. Harlow: Longman, 2010.

FAIRCLOUGH, N.; JESSOP, B.; SAYER, A. Critical realism and semiosis. Journal of Critical Realism (incorporating Alethia), Taylor and Francis Online, v. 5, n. 1, p. 2-10, 2002.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Trad. Laura Sampaio. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

FOUCAULT, M. History of sexuality. Harmondsworth: Penguin Books, 1981. v. 1.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. Trad. Carlos N. Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

HALLIDAY, M. A. K. Introduction to functional grammar. London: Edward Arnold, 1985.

INSP. International Network of Street Papers (Rede Internacional de Jornais de Rua). “Habitat.100 million homeless in world. Most are women and dependent children”. Disponível em: http://www.unhchr.ch/tbs/doc.nsf/(symbol)/ CESCR+General+comment+4.En?OpenDocument. Acesso em: 29 jul. 2011.

KRESS, G.; van LEEUWEN, T. Reading images: the grammar of visual design. London; New York: Routledge, 1996.

GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Trad. C. N. Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

MAGALHÃES, I. Eu e tu. Brasília: Thesaurus, 2000.

MONTECINO, L.; ARANCIBIA, M. C. Representaciones discursivas en comentarios de blogs de ciberperiodicos chilenos. Cadernos de Linguagem e Sociedade, Brasília, UnB, v. 14, n. especial, p. 278-304, 2013. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/les/article/view/9072. Acesso em: 24 jan. 2017.

O TRECHEIRO. Jornalismo a serviço da população em situação de rua. São Paulo. Volumes de agosto de 2010, setembro/outubro de 2010, novembro de 2010, dezembro de 2010 e janeiro/fevereiro de 2011.

PAIVA, R.; BARBALHO, A. (Org.). Comunicação e cultura das minorias. São Paulo: Paulus, 2005.

PARDO ABRIL, N. G. ¿Que nos dicen? ¿Que vemos? ¿Que és... pobreza? Bogotá: Universidad Nacional de Colômbia, 2008.

PARDO ABRIL, N. G. Aproximaciones al discurso crítico multimodal. In: CORACINI, M. J. (Org.). Identidades silenciadas e (in)visíveis. Campinas: Pontes, 2011. p. 149-178.

PARDO, M. L. Teoría y metodología de la investigación lingüística. Método sincrónico-diacrónico de análisis lingüístico de textos. Buenos Aires: Tersites, 2011.

PARDO, M. L. Asociación discursiva entre pobreza y delito. In: PARDO ABRIL, N. G. Discurso em la web: pobreza em Youtube. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2012. p. 270-293.

PIRES, A. A concentração midiática e a negação da vida real. Observatório da Imprensa, São Paulo, edição 731, 29 jan. 2013. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/feitos-desfeitas/_ed731_a_concentracao_ midiatica_e_a_negacao_da_vida_real/. Acesso em: 24 jan. 2017.

RAMALHO, V. C.; RESENDE, V. M. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes, 2011.

REDE RUA DE COMUNICAÇÃO. Disponível em: http://www.rederua.org.br/index.php?option=com_content&task= view&id=3&Itemid=24. Acesso em: 10 mar. 2011.

RESENDE, V. M. Análise de discurso crítica e etnografia: o movimento nacional de meninos e meninas de rua, sua crise e o protagonismo juvenil. 2008. 332f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

RESENDE, V. M. A revista Cais entre o protagonismo e o assistencialismo: uma análise discursiva crítica. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, Universidade de Coimbra, v. 94, p. 21-40, 2011. Doi: 10.4000/rccs.1490.

RESENDE, V. M. Representação discursiva de pessoas em situação de rua no “Caderno Brasília”: naturalização e expurgo do outro. Linguagem em (Dis)Curso, Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, v. 12, n. 2, p. 439-465, 2012. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1518-76322012000200004.

RESENDE, V. M. Media, sexual exploitation of children and the National Street Children’s Movement in Brasília: an analysis of texts’ social effects. Critical Discourse Studies, Londres, v. 10, n. 3, p. 263-274, 2013. Doi: http://dx.doi.org/10.1080/17405904.2013.791234.

RESENDE, V. M. A violação de direitos da população em situação de rua e a violência simbólica: representação discursiva no jornalismo on-line. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, Bogotá, Asociación Latinoamericana de Estudios del Discurso, v. 1, p. 71-92, 2015.

RESENDE, V. M. Representação de pessoas em situação de rua no jornalismo on-line: quais são as vozes convocadas para falar sobre a situação de rua?. Revista de Estudos da Linguagem, Belo Horizonte, UFMG, v. 24, n. 3, p. 955-988, 2016. Doi: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.24.3.955-988.

RESENDE, V. M. Análise de discurso crítica: reflexões teóricas e epistemológicas quase excessivas de uma analista obstinada. In: RESENDE, V. M. (Org.). Análise de discurso crítica: outras perspectivas. Campinas: Pontes. [no prelo].

RESENDE, V. M; ALEXANDRE, M. F. Representação discursiva da pobreza extrema – análise discursiva critica de um testemunho publicado em editorial da revista Cais. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, ALED: Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso, v. 10, n. 2, p. 87-105, 2010.

RESENDE, V. M; MARCHESE, M. C. “São as pessoas pobrezitas de espírito que agudizam a pobreza dos pobres”: análise discursiva crítica de testemunho publicado na revista Cais – o método sincrônico-diacrônico. Cadernos de Linguagem e Sociedade, Brasília, UnB, v.12, p.150-178, 2011.

RESENDE, V. M; RAMALHO, V. C. Análise de discurso crítica. São Paulo: Contexto, 2006.

RESENDE, V. M; RAMALHO, V. C. Inequality and representation: critical discourse analysis of news coverage about homelessness. In: PASCALE, C. M. (Org.). Social inequality & the politics of representation: a global landscape. Washington: Sage, 2013. p. 21-34.

RESENDE, V. M.; SANTOS, A. A. A representação de pessoas em situação de rua quando vítimas de chacina: uma análise discursiva crítica. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, ALED: Associação Latino-Americana de Estudos do Discurso, v. 12, n. 2, p. 81-102, 2012.

RICHARDSON, J. Analysing newspapers: an approach from critical discourse analysis. Hampshire: Palgrave, 2007. Doi: https://doi.org/10.1007/978-0-230-20968-8.

SANTOS, A. A. O jornal Boca de Rua – espaço de possibilidades para pessoas em situação de rua: uma reflexão discursiva crítica. 2013. 110f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

SANTOS, G. P. O jornal Aurora da rua e o protagonismo na situação de rua: um estudo discursivo crítico. 2013. 203f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

Van LEEUWEN, T. Discourse and practice: new tools for critical discourse analysis. Oxford: Oxford University Press, 2008. Doi: https://doi.org/10.1093/acprof:oso/9780195323306.001.0001.

VIEIRA, V. C.; RESENDE, V. M. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.26.1.421-454

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)