A escrita em bandos atribuídos a Rodrigo Cesar de Menezes – governador e capitão general da capitania de São Paulo (1721-1728)

Phablo Roberto Marchis Fachin, Gabriela Lubascher Miragaia

Abstract


Resumo: O artigo apresenta os resultados de estudo sobre práticas de escrita administrativa em manuscritos produzidos ao longo do século XVIII, no Brasil colonial, especificamente na capitania de São Paulo, durante o governo de Rodrigo Cesar de Menezes (1721-1728). Trata-se, com base em dados documentais e metodologia filológica, da utilização de manuscritos com rigor científico. A importância do estudo reside no fato de que há escassez de informações a respeito do processo de produção documental no Brasil colonial, assim como da sua circulação e difusão. Cabe destacar também que, além dos aspectos relacionados à escrita em bandos setecentistas, a pesquisa também traz contribuição para a história social da capitania de São Paulo, uma vez que, ao levantar os destinatários dos documentos e a sua temática, traz à luz as ordens e a quem se referiam, possibilitando ampliar o estudo realizado com o intuito de entender a lógica administrativa, a composição e organização da sociedade da época.

Palavras-chave: história da língua portuguesa; Rodrigo Cesar de Menezes; edição de manuscritos coloniais.

Abstract: This article presents the results of study on administrative writing practices in manuscripts produced during the eighteenth century, in colonial Brazil, specifically in the province of São Paulo, during the government of Rodrigo Cesar de Menezes (1721-1728). It is presented, based on documentary evidence, discussion on the use of manuscripts with scientific certainty. The importance of research lies in the fact that there is limited information about the document production process in colonial Brazil, as well as their circulation and diffusion. It is worth mentioning that in addition to aspects related to writing, the survey also brings contribution to the social history of the captaincy of São Paulo, since, to raise the addressees of the document and its thematic, brings to light the orders and to whom it was related, allowing expand the study in order to understand the administrative logic and how they composed and organized the society of the time.

Keywords: history of the portuguese language; Rodrigo Cesar de Menezes; edition of colonial manuscripts.


Keywords


history of the portuguese language; Rodrigo Cesar de Menezes; edition of colonial manuscripts

References


BELLOTTO, H. L. Como fazer análise diplomática e análise tipológica de documento de arquivo. Projeto como fazer. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial do Estado, 2002. v. 8.

CASTRO, I. A primitiva produção escrita em português. In: CATÓN, José María Fernández (Dir.).Orígenes de las lenguas romances en el Reino de León. Siglos IX-XII. León: Centro de Estudios e Investigación San Isidoro, 2004. (Collección Fuentes y Estudios de Historia Leonesa, 104. v. II, p. 69-97)

COSTA, R. F. Abreviaturas: simplificação ou complexidade da escrita? Histórica, São Paulo, v. 1, n.15, 2006. Disponível em: http://www.historica.arquivoestado.sp.gov.br/ materias/anteriores/edicao15/materia01/. Acesso em: 2 jan. 2017.

DOCUMENTOS Interessantes para a História e Costumes de S. Paulo: Bandos e Portarias de Rodrigo Cesar de Menezes. Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP). São Paulo: Escolha Typographica Salesiana, 1901. v. XII.

DOCUMENTOS Interessantes para a História e Costumes de S. Paulo: Bandos e Portarias de Rodrigo Cesar de Menezes. Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP). São Paulo: Typographia Aurora, 1895. v. XIII.

DOCUMENTOS Interessantes para a História e Costumes de S. Paulo: Correspondência interna do Governador Rodrigo Cesar de Menezes 1721-1728. Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP). São Paulo: Typographia Aurora, 1896. v. XX.

DOCUMENTOS Interessantes para a História e Costumes de S. Paulo: Correspondências e Papéis Avulsos de Rodrigo Cesar de Menezes 1721-1728. Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP). São Paulo: Typographia Andrade & Mello, 1901. v. XXXII.

FACHIN, P. R. M. “Escreve quem sabe e assina quem pode”: produção e circulação de manuscritos no Brasil colonial. Revista da Anpoll, Anpoll, v. 1, n. 37, p. 213-232, 2014. Doi: https://doi.org/10.18309/anp.v1i37.781.

LUÍS, W. Governo de São Paulo - Capitania de Rodrigo Cesar de Menezes. São Paulo: Casa Garrauz, 1918.

MEGALE, H. Pesquisa filológica: os trabalhos da tradição e os novos trabalhos em língua portuguesa. In: SEMINÁRIO DO GRUPO DE ESTUDOS LINGÜÍSTICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO (GEL), XXVII., 1998, Campinas. Estudos Lingüísticos, Campinas: Editora da UNICAMP, 1998. v. 1. p. 3-28.

SALGADO, G. (Org.). Fiscais e Meirinhos – Administração no Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

SPINA, S. Introdução à edótica: crítica textual. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Ars Poetica/ Edusp, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.26.1.255-283

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)