Inserções parentéticas em Editoriais paulistas do século XIX

Michel Gustavo Fontes

Abstract


A proposta geral deste trabalho é analisar, com base nos princípios teórico-metodológicos da Gramática Textual-Interativa (cf. JUBRAN; KOCH, 2006; JUBRAN, 2007), o processo de Parentetização em Editoriais paulistas do século XIX. O objetivo é descrever a configuração formal e as funções textual-interativas das inserções parentéticas encontradas nesse gênero. Os resultados revelam que, por um lado, a materialidade escrita dos Editoriais determina o modo como se formalizam as inserções parentéticas; por outro, alguns traços composicionais desse gênero em circulação no século XIX determinam a ocorrência predominante de algumas classes e/ou funções parentéticas, como esclarecimento, ressalva e manifestação atitudinal do escrevente.

Keywords


construção do texto; inserções parentéticas; editorial.

References


BELTRÃO, Luiz. Jornalismo opinativo. Porto Alegre: Sulina, 1980.

DECAT, M. B. N. Orações adjetivas explicativas no português brasileiro e no português europeu: aposição rumo ao “desgarramento”. SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 5, n. 9, p.104-118, jul./dez. 2001.

DECAT, M. B. N. Por uma abordagem da (in)dependência de cláusulas à luz da noção de “unidade informacional”. SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 2, n. 4, p. 23-38, jan./jun. 1999.

JUBRAN, C. C. A. S. Introdução – A perspectiva textual-interativa. In: JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Org.). Gramática do português culto falado no Brasil. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006a. v. I: Construção do texto falado, p. 27-36.

JUBRAN, C. C. A. S. Parentetização. In: JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Org.). Gramática do português culto falado no Brasil. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006b. v. I: Construção do texto falado, p. 301-357.

JUBRAN, C. C. A. S. Uma gramática textual de orientação interacional. In: CASTILHO, A. T.; MORAIS, M. A. T.; LOPES, R. E. V.; CYRINO, S. M. (Org.). Descrição, história e aquisição do português brasileiro. Campinas; São Paulo: Pontes; FAPESP, 2007. p. 313-327.

JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Org.). Gramática do português culto falado no Brasil. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006. v. I: Construção do texto falado.

LOPES-DAMASIO, L. R.; JUBRAN, C. C. A. S. (Org.). A província de São Paulo/O Estado de São Paulo – Editoriais. Assis: Universidade Estadual Paulista, 2015. (material digitado)

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Editora Cortez, 2001.

PENHAVEL, E. A multifuncionalidade do conectivo ‘e’. Estudos Lingüísticos, São Paulo, v. 35, p. 647-656, 2006.

STASSI-SÉ, J. Subordinação discursiva no português à luz da gramática discursivo-funcional. 2012. 194 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2012.

ZAVAM, A. S. Por uma abordagem diacrônica dos gêneros do discurso à luz da concepção de tradição discursiva: um estudo com editoriais de jornal. 2009. 420 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.26.1.389-420

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)