Paragrafação e argumentação em cartas de reclamação escritas por alunos do ensino fundamental

Leila Nascimento Silva, Telma Ferraz Leal

Abstract


Neste artigo, busca-se verificar como a paragrafação e a argumentação se realizam em diferentes etapas do ensino fundamental. Participaram da pesquisa cinco turmas do ensino fundamental (3º, 5º e 7º anos), da Rede Pública de Pernambuco, que vivenciaram uma sequência didática relacionada ao gênero “carta de reclamação”. Analisaram-se 37 textos produzidos ao final das atividades. Os textos foram agrupados pela relação entre a paragrafação e a argumentação. Os resultados sinalizaram que os alunos são capazes de construir parágrafos e atribuir um sentido lógico a essa divisão. Em relação à argumentação, muitos conseguiram produzir justificativas e alguns até chegaram a contra-argumentar. No entanto, até mesmo aos alunos que já tenham um domínio maior nessa esfera –  de forma intuitiva ou não – a escola precisa garantir um tempo pedagógico  para ajudá-los a avançar em seus conhecimentos e a superar suas dificuldades.

Keywords


paragrafação; argumentação; cartas de reclamação.

References


ABARCA, E. V.; RICO, G. M. Por que textos são tão difíceis de compreender? As inferências são a resposta. In: TEBEROSKY, A.; OLLER, C. et al. Compreensão de leitura: a língua como procedimento. Porto Alegre: ArtMed, 2002.

ABARCA, E. V.; RICO, G. M. Por que textos são tão difíceis de compreender? As inferências são a resposta. In: TEBEROSKY, A; OLLER, C. et al. Compreensão de leitura – A língua como procedimento. Porto Alegre: ArtMed, 2002.

ANDRADE, R. M. B. L. de. Revisão de cartas de reclamação: reflexões sobre as modificações realizadas por crianças. 2010. 267f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 2002.

BESSONNAT, D. Le Découpage em paragraphes et ses fonctions. Pratiques, Cresef, n. 57, p. 81-105, Mars 1988.

BRANDE, C. A. Produção de textos na escola: aprendendo a ensinar. In: CONGRESSO DE LEITURA – COLE, 12., 1999, Campinas. Anais... Campinas: Unicamp, 1999.

FLOWER, L.; HAYES, J. A cognitive process theory of writing. In: RUDDDELL, R.; RUDDELL, M.; SINGER, H. (Ed.). Theoretical models and processes of reading. Newark: I. R. A, 1980. p. 928-950.

GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever, aprendendo a pensar. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.

GÓES, M. C. R. A criança e a escrita: Explorando a dimensão reflexiva do ato de escrever. In: SMOLKA, A. L. B.; GÓES, M. C. R. (Org.). A linguagem e o outro no espaço escolar: Vygotsky e a construção do conhecimento. Campinas: Papirus, 1993.

KATO, M. A. O aprendizado da Leitura. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

LEAL, T. F. Produção de textos na escola: a argumentação em textos escritos por crianças. 2003. Tese (Doutorado em Educação) – Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.

MORAES, M. J. F. Características da paragrafação na escrita infantil. 1999. Monografia (Graduação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1999.

ROCHA, I. L. V. Pontuação e formato gráfico do texto: aquisições paralelas. Revista DELTA, PUC-SP, v. 12, n. 1, p. 1-34, 1996.

SCARDAMALIA, M.; BEREITER, C. Dos modelos explicativos de los procesos de composición escrita. Infancia y aprendizaje, Taylor & Francis Online, n. 58, p. 43-64, 1992.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ. J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

SCHNEUWLY, B. Le language écrit chez l’enfant: La production des textes informatifs et argumentatifs. Neuchâtel: Delachaux et Niestlé, 1988. p. 29-44.

SILVA. L. N da; LEAL, T. F. Caracterizando o gênero Carta de Reclamação. In: CONGRESSO DE LEITURA – COLE, 16., 2007, Campinas. Anais... Campinas: Unicamp, 2007.

YUNES, E. Tecendo um leitor: uma rede de fios cruzados. Curitiba: Aymará, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.26.1.321-353

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)