Onomástica Parkatêjê: aspectos semânticos dos nomes próprios de pessoas / Parkatêjê Onomastics: Semantic Aspects of Human Proper Names

Tereza Tayná Coutinho Lopes, Marília de Nazaré de Oliveira Ferreira

Abstract


Resumo: Este trabalho tem por objetivo apresentar aspectos semânticos observados em antropônimos da língua Parkatêjê. Atualmente o povo Parkatêjê vive em aldeias na Reserva Indígena Mãe Maria (RIMM), às proximidades do município de Marabá. A língua Parkatêjê, denominada do mesmo modo que sua comunidade, filia-se ao Complexo Dialetal Timbira, tronco linguístico Macro-Jê. O estudo dos nomes próprios de diferentes tipologias é o interesse central da disciplina denominada Onomástica, sendo a Antroponímia, isto é, o estudo dos nomes próprios de pessoa, a área da Onomástica em foco neste estudo. De modo geral, no que diz respeito ao conteúdo significativo dos nomes de pessoa em Parkatêjê, é possível verificar que estes se referem a características pessoais do nominador. Da perspectiva semântica, os antropônimos em questão podem ser considerados denotativos ou figurativos, conforme Araújo e Ferreira (2001). Partindo dessa perspectiva e da análise dos dados coletados em campo, foi possível verificar fenômenos semânticos específicos, presentes na constituição dos antropônimos em Parkatêjê. Tais fenômenos, segundo pressupostos da Semântica Cultural e da Semântica Cognitiva, dizem muito a respeito dos conhecimentos culturais, valores, pensamentos, entre outros aspectos que se refletem na língua de um povo. A metodologia utilizada para a feitura deste trabalho consistiu em pesquisa bibliográfica de materiais a respeito de línguas indígenas, onomástica e semântica, além de pesquisa etnográfica com coleta de dados na comunidade da língua em estudo.

Palavras-chave: onomástica; semântica; Parkatêjê.

Abstract: This article aims to present semantic aspects found in Parkatêjê anthroponyms. Currently the Parkatêjê people live in villages in the Mãe Maria Indigenous Reserve (RIMM), near Marabá in the state of Pará. The Parkatêjê language belongs to the Timbira Dialectal Complex, from the Macro-Jê linguistic stock. The study of proper names from different typologies is the central interest of the discipline called Onomastics and Anthroponymy is the study of human proper names, which will be our focus in this paper. In general, the significant content of proper names in Parkatêjê refers to some personal characteristic of the nominator. From a semantic perspective, these anthroponyms can be considered denotative or figurative, according to Araújo and Ferreira (2001). Based on this perspective and the analysis of data collected through fieldwork, it was possible to verify specific semantic phenomena in Parkatêjê anthoponyms. Such phenomena, according to the presuppositions of Cultural Semantics and Cognitive Semantics, say a lot about cultural knowledge, values, thoughts, among other aspects that are reflected in that language. The methodology followed in this paper encompasses bibliographical research on indigenous languages and readings on Onomastics and Semantics, as well as ethnographic research along with data collection in the community of the Parkatêjê.

Keywords: Onomastics; Semantics; Parkatêjê.


Keywords


Onomastics; Semantics; Parkatêjê.

References


ARAÚJO, L.; FERREIRA, M. Nomes de pessoa em Parkatêjê. Uberlândia: UFU, 2001. 10p. Disponível em: http://biblioteca.funai.gov.br/media/pdf/folheto48/FO-CX-48-3078-2003.PDF. Acesso em: 17 fev. 2017.

ARNAUD, E. A terminologia de parentesco dos índios Gaviões de Oeste (Parkateyê): Tocantins, Pará. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v. 20, p. 1-35, 1964.

BASILIO, M. Teoria Lexical. São Paulo: Ática, 1987.

BIDERMAN, M. T. C. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDOV, A. N. (Org.) As Ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2001. p.13-22.

CÂMARA JR., J. M. Dicionário de Linguística e Gramática. Petrópolis: Vozes, 1985.

CARNEIRO DA CUNHA, M. Antropologia do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CARVALHINHOS, P. J. As origens dos nomes de pessoas. Revista Domínios da Linguagem, Ano 1, n. 1, p. 1-18. 2007. Disponível em: www.seer.ufu.br. Acesso em: 29 jan. 2017.

COELHO DE SOUZA, M. O traço e o círculo: o conceito de parentesco entre os Jê e seus antropólogos. 2002. 668 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

DICK, M. V. P. A. A Investigação Linguística na Onomástica Brasileira. In: GÄRTNER, Ebehard (Ed.). Estudos de Gramática Portuguesa III. Frankfurt am Main: TFM, 2000. v. III, p. 217-240.

DICK, M. V. P. A. O sistema onomástico: bases lexicais e terminológicas, produção e frequência. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDO, A. N. (Org.). As ciências do léxico: lexicológica, lexicografia, terminologia. 2. ed. Campo Grande: Editora UFMS, 2001. p. 79-90.

DUBOIS, J. et al. Dicionário de Linguística. São Paulo: Cultrix, 1973.

ECKERT, K. Os sobrenomes dos alunos do IFRS campus Bento Gonçalves: um estudo onomástico. Revista Domínios da linguagem, Uberlândia, v. 10, n. 1, p. 46-66, 2016. Disponível em www.seer.ufu.br. Acesso em: 10 abr. 2017.

FERRAREZI JR., C. Introdução à semântica de contextos e cenários: de la langue à la vie. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

FERRAREZI JR., C. Metáfora e função de registro: a visão de mundo do falante e sua interferência nas línguas naturais. Revista Linha D’água, São Paulo, n. 25, p. 67-82, 2012. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/37368. Acesso em: 29 jun. 2016.

FERRAREZI JR., C. Semântica cultural. In: FERRAREZI JR. C.; BASSO, R. (Org.). Semântica, semânticas: uma introdução. São Paulo: Contexto, 2013. p. 71-87.

GUÉRIOS, R. F. M. Dicionário etimológico de nomes e sobrenomes. 2. ed. São Paulo: Ave Maria, 1973.

ILARI, R. Introdução à semântica: brincando com a gramática. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

JÕPAIPARE, T. K. Me ikwỳ tekjê ri: isto pertence ao meu povo. 1. ed. Marabá, PA: Gknoronha, 2011.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors We Live By. Chicago; London: The University of Chicago, 1980.

LENZ, P. Semântica cognitiva. In: FERRAREZI JR. C.; BASSO, R. (Org.). Semântica, semânticas: uma introdução. São Paulo: Contexto, 2013. p. 31-55.

LINHARES, A. J. P. Tendências da Antroponímia Brasileira recente: um estudo da cidade de Belém. 2003. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2003.

LOPES, T. T. C. Aspectos morfológicos de termos de parentesco em Parkatêjê. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014.

LUFT, C. P. Moderna gramática brasileira. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Globo, 2002.

MARCATO, C. Nomi di persona, nomi di luogo: introduzione all’onomastica italiana. Bologna: il Mulino, 2009.

RODRIGUES, A. D. Línguas brasileiras: para o conhecimento das línguas indígenas. São Paulo: Loyola, 1986.

SEABRA, M. C. T. C. de. Referência e onomástica. In: Múltiplas perspectivas em linguística: In: SIMPÓSIO NACIONAL E I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE LETRAS E LINGUÍSTICA (SILEL), XI., 2006, Uberlândia. Anais... Uberlândia: ILEEL, 2006. p. 1953-1960. Disponível em: http://www.filologia.org.br/ileel/artigos/artigo_442.pdf. Acesso em: 1 out. 2014.

SEKI, L. Apresentação. In: PAULA, A. S. de. A língua dos índios Yawanawá do Acre. Maceió: EDDUFAL, 2007. p. 17.

TRASK, R. L. Dicionário de linguagem e linguística. São Paulo: Contexto, 2004.

ULLMANN, S. Semântica: uma introdução à ciência do significado. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1964.

VIARO, M. E. Etimologia. São Paulo: Contexto, 2014.

ZAMARIANO, M. Reflexões sobre a questão do nome próprio na toponímia. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê América Central e Caribe: múltiplos olhares, Uberlândia, n. 45, p. 351-372, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.26.3.1177-1200

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2018 Tereza Tayná Coutinho Lopes, Marília de Nazaré de Oliveira Ferreira

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)