O enunciado verbovocovisual “Guerra do Rio”, do Jornal Extra: o signo ideológico “Guerra” em estudo / The Verbivocobisual Utterance “Guerra do Rio”, of the Jornal Extra: the Ideological sign “War” in Study

Grenissa Bonvino Stafuzza, Giovanna dos Santos Diniz

Abstract


Resumo: Aborda-se no presente estudo algumas contribuições teóricas do Círculo de Bakhtin para a análise de enunciados verbovocovisuais, uma vez que o discurso tomado como objeto de análise se constitui e se realiza por elementos verbais, vocais e visuais em um todo arquitetônico que significa. Sob essa perspectiva, analisa-se o enunciado “Guerra do Rio” que constitui a editoria do Jornal Extra lançada em 2017, composto por três materialidades – i) o vídeo intitulado “Isso não é normal”, publicado no site do Jornal Extra; ii) o editorial e; iii) a capa do Jornal Extra –, considerando os sentidos que emanam do signo ideológico guerra na construção do discurso jornalístico sensacionalista do jornal em questão.

Palavras-chave: Círculo de Bakhtin; enunciado verbovocovisual; discurso jornalístico sensacionalista; Jornal Extra.

Abstract: This study addresses some theoretical contributions of the Bakhtin Circle for the analysis of verbivocovisual utterances, since the discourse taken as object of analysis is constituted and put into practice by verbal, vocal and visual elements in an architectonic whole which means. From this perspective, we analyzed the utterance “Guerra do Rio”, which constitutes the editorial of the newspaper Extra launched in 2017, composed of three materialities – i) the video entitled “Isso não é normal”, published in the website of the Extra; ii) the editorial e; iii) the cover of Jornal Extra –, considering the senses that emanate from the ideological sign war in sensationalist journalistic discourse of the newspaper in question.

Keywords: Bakhtin Circle; verbivocovisual utterance; sensationalist journalistic discourse; Jornal Extra.


Keywords


Bakhtin Circle; verbivocovisual utterance; sensationalist journalistic discourse; Jornal Extra; Círculo de Bakhtin; enunciado verbovocovisual; discurso jornalístico sensacionalista.

References


ALDÉ, A. A mídia e a Guerra do Iraque. Revista Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 1-14, 2003.

BAKHTIN, M.; VOLOSHINOV, V. N. El signo ideológico y la filosofia del lenguaje. Buenos Aires: Nueva Visión, 1976.

BAKHTIN, M. M. Cultura popular na idade média e no renascimento: o contexto de François Rabelais. 7. ed. Tradução de Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 2010.

BAKHTIN, M. M. [1979]. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 6.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BIRMAN, P. Favela é comunidade? In: SILVA, L. A. M. da (Org). Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2008. p. 99-114.

ISSO NÃO é normal. Jornal Extra, Rio de Janeiro, 16 ago. 2017. Disponível em: https://extra.globo.com/casos-de-policia/guerra-do-rio/isso-nao-normal-21711104.html. Acesso em: 15 fev. 2018.

JOYCE, J. Finnegans Wake. London: Faber and Faber, 1975.

GONÇALVES, Luciano de Lima. Letalidade violenta e controle ilegal do território no Rio de Janeiro. Cadernos de Segurança Pública, Instituto de Segurança Pública, Rio de Janeiro, Ano 9, n. 8, jul. 2017. Disponível em: http://www.isprevista.rj.gov.br/download/Rev20170804.pdf. Acesso em: 18 fev. 2018.

MARQUES DE MELO, J. Jornalismo opinativo: gêneros opinativos no jornalismo brasileiro. 3. ed. revista e ampliada. Campos de Jordão: Editora Mantiqueira, 2003.

McCOMBS, M. E.; SHAW, D. L. [1972]. A função do agendamento dos media. In: TRAQUINA, N. (Org.). O poder do jornalismo: análise e textos da teoria do agendamento. Coimbra: Minerva, 2000. p. 47-61.

MEDVIÉDEV, P. N. O método formal nos estudos literários: uma introdução crítica a uma poética sociológica. Tradução de Ekaterina Américo e Sheila Camargo Grillo, São Paulo: Contexto, 2012.

PELBART, P. P. Estamos em guerra. São Paulo: N-1 Edições, 2017. (Série de Cordéis Políticos Pandemia)

PIGNATARI, D. O que é comunicação poética. São Paulo: Ateliê Editorial, 2005.

PREVEDELLO, C. Representações no jornalismo popular: a cidadania no discurso do Extra (RJ). 2008. 160f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Centro de Ciências Sociais e Humanas. Universidade Federal de Santa Maria, 2008.

REZENDE, Maria Paula. Mídia e Terrorismo: uma análise acerca do papel da mídia no pós-11 de setembro. 2013. Disponível em: https://pucminasconjuntura.wordpress.com/2013/11/11/midia-e-terrorismo-uma-analise-acerca-do-papel-da-midia-no-pos-11-de-setembro. Acesso em: 18 fev. 2018.

SOBRAL, A.; GIACOMELLI, K. Linguagem e ação: a contribuição bakhtiniana em diálogo. In: FERNANDES JÚNIOR, A.; STAFUZZA, G. B. (Org.). Discursividades contemporâneas: política, corpo, diálogo. Campinas: Mercado de Letras, 2017. (Série Estudos da Linguagem, p. 219-254)

VOLOCHÍNOV, V. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.27.1.275-298

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2018 Grenissa Bonvino Stafuzza, Giovanna dos Santos Diniz

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)