O estudo do futuro perifrástico e do futuro sintético com verbos hipotéticos no português brasileiro / The study of the periphrastic future and the synthetic future tenses with hypothetical verbs in Brazilian Portuguese

Aline Peixoto Gravina, Eduardo Henrique Brizola

Abstract


Resumo: O uso do futuro perifrástico tem se mostrado como a construção preferencial dos falantes do português brasileiro e apontado como um fenômeno de mudança linguística na língua. Diante disso, esta pesquisa buscou inovar e aprofundar possíveis análises dessa mudança, ao se propor averiguar, a partir de um ponto de vista formal da gramaticalização, a escolha do tempo verbal futuro (simples ou perifrástico) de informantes nativos do português brasileiro diante de verbos hipotéticos. Para cumprir esse objetivo, a metodologia consistiu em aplicar um questionário online com quinze verbos hipotéticos nos tempos futuro simples e futuro perifrástico a informantes brasileiros, maiores de dezoito anos e que tivessem concluído o ensino médio. Os resultados encontrados constataram a presença de uma variação no uso dessas construções, justificada, na ótica deste estudo, pela influência da gramática periférica do falante (nos termos de KATO, 2005). Ainda assim, os indícios de mudança podem ser averiguados na pesquisa, na medida em que mesmo com verbos hipotéticos, a construção do futuro pelo uso da perífrase apresentou um percentual maior de preferência em todos os contextos analisados.

Palavras-chave: futuro perifrástico; gramática nuclear; gramática periférica; mudança linguística.

Abstract: The use of the periphrastic future tense has been shown as a variant in the trajectory of change of Brazilian Portuguese. Several studies have been demonstrating the speaker’s preference for the use of verbal periphrasis in the future tense - eg: vou / irei estudar - in the place of use of the simple future tense – eg.: estudarei. In this sense, this research sought to innovate and deepen an analysis of that change, by proposing to find out, from a formal viewpoint on grammaticalizion, the choice of verbal tense (simple or periphrastic future) of native informants of the brazilian portuguese with hypothetical verbs. The methodology consisted of applying an online form to Brazilian subjects, over 18 years of age and who had completed high school. In relation to the results found, we observe that because it is a written experiment, peripheral grammar (schooling) was present in a quantitative way in our results. However, signs of change in the language can be examined and analyzed, that is, even with hypothetical verbs the future construction in the language is in the way of the implementation of verbal periphrasis. At the same time, it was possible to observe, by studying the contexts, that the synthetic future tense is still present, especially due to the influence of schooling.

Keywords: periphrastic future; nuclear grammar; peripheral grammar; linguistic change.


Keywords


futuro perifrástico; gramática nuclear; gramática periférica; mudança linguística; periphrastic future; nuclear grammar; peripheral grammar; linguistic change.

References


BRAGANÇA, Marcela Langa Lacerda. A gramaticalização do verbo IR e a variação de formas para expressar o futuro do presente: uma fotografia capixaba. 2008, 146f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2008.

CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. História e estrutura da língua portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Padrão. 1985.

CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. Estrutura da língua portuguesa. 35. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

CHOMSKY, N. Linguística Cartesiana: um capítulo da história do pensamento racionalista. Tradução de Francisco M. Guimarães. Petrópolis: Vozes; São Paulo: EdUSP, 1972.

CHOMSKY, Noam. Lectures on government and binding. Dordrecht, The Netherlands: Foris Publications, 1981.

CUNHA, C.; CINTRA. F. L. L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

FONSECA, Ana Maria Hernandes. A perífrase verbal IR + infinitivo e o futuro do dialeto riopretano: um estudo na interface sociolinguística/gramaticalização. 2010. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Universidade Estadual de São Paulo - UNESP, São José do Rio Preto, 2010.

GIBBON, Adriana de Oliveira. A expressão de tempo futuro na língua falada de Florianópolis: gramaticalização e variação. 2000. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

GIBBON, Adriana de Oliveira. Trajetória de gramaticalização da perífrase IR (presente) + infinitivo no domínio funcional do futuro: análise sincrônica e diacrônica em amostras de fala e escrita gaúchas. 2014. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

HOOPER, P. The Emergence of Perfective Aspect in Indo-Aryan Languagens. In: TRAUGOTT, E. C.; HEINE, B. (org.). Approaches to Grammaticalization. Amsterdam: John Benjamins, 1991. p. 59-90.

HOOPER, P.; TRAUGOTT, J. E. Grammaticalization. Cambridge. Cambridge University Press, 1993.

KATO, Mary. A gramática do letrado: questões para a teoria gramatical. In: MARQUES, M. A.; KOLLER, J.; LEMOS, A. (org.). Ciências da linguagem: trinta anos de investigação e ensino. Braga, CEHUM (U. do Minho), 2005.

MEILLET, A. Linguistique historique et linguistique générale. Paris: Champion, 1921.

OLIVEIRA, Josane Moreira. O futuro na língua portuguesa ontem e hoje: variação e mudança. 2006. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

SAID ALI, M. Gramática secundária da língua portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 1966.

SANTOS, Adriana Morcelles dos. O futuro verbal no português do Brasil em variação. 1997. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília, 1997.

SANTOS, Josete Rocha dos. A variação entre as formas de futuro do presente no português formal e informal falado no Rio de Janeiro. 2000. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2000.

VIEIRA, Maria Hermínia Cordeiro. Variação entre futuro do presente, futuro perifrástico e presente com valor de futuro na mídia cearense impressa. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.

VITRAL, Lorenzo; RAMOS, Jânia. Gramaticalização: uma abordagem formal. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Belo Horizonte, MG: Faculdade de Letras da UFMG. 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.27.3.1313-1344

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2019 Aline Peixoto Gravina, Eduardo Henrique Brizola

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)