Estudo do processo de comunicação de alunos com paralisia cerebral em ambientes digitais

Tatiana Lima dos Santos da Cunha, Lucila Maria Costi Santarosa, José Valdeni De Lima

Abstract


Resumo: O presente trabalho se propôs a identificar as possíveis contribuições da utilização de Ambientes Digitais no processo de comunicação de alunos com paralisia cerebral que frequentavam escolas regulares. Os alunos utilizaram o ambiente Eduquito e uma rede social. A partir da mediação e do contato virtual tanto do terapeuta como dos próprios alunos, foram observadas as dimensões da leitura e escrita, da linguagem oral, e o desenvolvimento social dos alunos. Os resultados mostraram que os alunos da pesquisa passaram a interagir virtualmente com outros alunos e se apropriaram de novos conceitos e novas tecnologías. Além disso, observou-se uma evolução na linguagem escrita, bem como uma diminuição na produção de erros ortográficos.

Palavras-chave: Linguagem Infantil; Paralisia Cerebral; Ambientes Digitais; Informática na Educação; Fonoaudiologia.

Abstract: This study aimed to identify possible contributions of using Digital Learning Environments, in students with cerebral palsy communication process attending regular schools. The subjects used Digital Learning Environments, including the Eduquito and a social network. Dimensions of reading and writing oral language and social development were observed considering therapist mediation and virtual contact among the students themselves. The results showed that the subjects began to interact virtually with other students and acquired new concepts and technologies. In addition, there was an evolution in written language as well as a decrease in misspelling productions.

Keywords: Child Language; Cerebral Palsy; Digital environments; Computers and Education; Speech therapy.


Keywords


Child Language; Cerebral Palsy; Digital environments; Computers and Education; Speech therapy.

References


BACHA, S. M. C. Ocorrência de erros ortográficos em caso de paralisia cerebral. Revista CEFAC, São Paulo, v.10, n. 3, p. 293-302, jul.-set., 2008. https://doi.org/10.1590/S1516-18462008000300004

BACHA, S. M. C.; ANACHE, A. A. Avaliação da escrita de aluno do ensino médio com paralisia cerebral. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL, VII, 2011, Londrina/PR. Anais... Londrina: UEL, 2011. p. 1674-1683.

BECK, F. L. A informática na educação especial: interatividade e representações sociais. Cadernos de Educação, São Paulo, v. 28, p. 175- 196, 2007.

BENEVENUTO, F. Redes Sociais Online: Técnicas de Coleta, Abordagens de Medição e Desafios Futuros. In: PEREIRA, A. C. M. et al. (Org.). Tópicos em Sistemas Colaborativos, Interativos, Multimidia, Web e Banco de Dados. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Computação, 2010. p. 41-70. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2014.

BOSCH, Tanja. Using online social networking for teaching and learning: Facebook use at the University of Cape Town. Communicatio: South African Journal for Communication Theory and Research, Taylor & Francis Online, v. 35, n. 2, p. 185-200, 2009.

BRASIL. Decreto Legislativo n. 186 de 9 de julho de 2008. Diário Oficial da União, Brasília, 10 de julho de 2008. p. 1. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2014.

CERDÁ, F. L.; PLANAS, N. C. Facebook’s Potential for Collaborative e-Learning. Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento (RUSC). Cataluña v. 8, n. 2, p. 197-210, 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014.

FUMIAN, A. M. O facebook enquanto plataforma de ensino. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba, v. 6, n. 2, p. 173- 182, 2013. https://doi.org/10.3895/s1982-873x2013000200011

GALVÃO FILHO, T. A.; DAMASCENO, L. L. Programa InfoEsp: Premio Reina Sofia 2007 de Rehabilitación y de Integración. Boletín del Real Patronato sobre Discapacidad, Madri, Espanha, Ministerio de Educación, Política Social y Deporte, n. 63, p. 14-23, 2008.

HAETINGER, M. G. O universo criativo da criança na educação. Porto Alegre: Instituto Criar, 2005. v. 1.

PRIMO, A. F. T.; RECUERO, R. C. Hipertexto Cooperativo: Uma Análise da Escrita Coletiva a partir dos Blogs e da Wikipédia. Revista da FAMECOS, Porto Alegre, n. 23, p. 54-63, dez. 2003.

RABELLO, C. R. L.; HAGUENAUER, C. Sites de Redes Sociais e Aprendizagem: Potencialidades e Limitações. Revista EducaOnline, Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, 2011.

RECUERO, R. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

ROCHA, A. N. D. C.; DELIBERATO, D. Tecnologia assistiva para a criança com paralisia cerebral na escola: identificação das necessidades. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, SP, v.18, n.1. 2012. Disponível em: . Acesso em: 9 jan. 2014.

SANTAROSA, L. M. C; Conforto , D.; Baso, L. O. Eduquito: ferramentas de autoria e de colaboração acessíveis na perspectiva da web 2.0. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, SP, v.18, n.3, p. 449-468, 2012.

SANTAROSA, L. M. C; CONFORTO, D.; MACHADO, R. P. Quadro-Branco: uma ferramenta síncrona, colaborativa e acessível. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE INFORMÁTICA EDUCATIVA, TISE, XVI, 2011, Santiago de Chile. Nuevas Ideas em Informática Educativa, Anais do TISE. Santiago: Universidad de Chile, 2011. v. 7, p. 177-184, 2011.

SILVA, J. A. Os processos de leitura e escrita na construção do sentido. Revista Anápolis Digital, Anápolis, GO, v. 2, p. 3-14, 2011. Disponível em: . Acesso em: 11 jan. 2014.

SOUZA, L. P.; DEPS, V. L. A Linguagem utilizada nas redes sociais e sua interferência na escrita tradicional: um estudo com adolescentes brasileiros. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE TIC E EDUCAÇÃO, II, 2012, Lisboa. Anais… Lisboa: Universidade de Lisboa, 2012.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VYGOTSKY, L. S. A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 861-870, dez. 2011. https://doi.org/10.1590/s1517- 97022011000400012

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

ZORZI, J. L. Aprender a escrever: a apropriação do sistema ortográfico. Porto Alegre: ArtMed; 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.25.4.2197-2226

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)