Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Em Tese?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Em Tese receberá colaborações de doutores e mestres, bem como de alunos regularmente matriculados em programas de pós-graduação de universidades do Brasil e/ou do exterior, cujos textos abordem questões teóricas e críticas pertinentes aos Estudos Literários.

Serão aceitos textos em português, espanhol, francês e inglês.

É vetada a publicação de artigos por um mesmo autor sem um intervalo de, no mínimo, um número entre cada um deles. Considera-se artigo todo texto publicado nas seguintes seções: Dossiê; Ensino de Literatura; Teoria Literária, Crítica Literária, outras Artes e Mídias; Tradução e EdiçãoEm Tese.

A revista se reserva o direito de publicar o artigo na língua original ou em tradução, de acordo com decisão da Editoria, desde que com a anuência do autor.

Os autores devem enviar seus textos para as seções (1) Dossiê, (2) Ensino de Literatura(3) Teoria Literária, Crítica Literária, outras Artes e Mídias(4) Tradução e Edição, (5) Resenhas ou (6) Em Tese.

A revista funciona em esquema de submissão em fluxo contínuo, com exceção da seção Dossiê, que possui chamada temática própria, devendo ser observada a data-limite de envio.

Os trabalhos serão submetidos à aprovação dos membros do Conselho Editorial, o qual poderá sugerir aos autores que revisem seus textos de acordo com as observações indicadas no parecer.

 

1) Artigos e Ensaios
Os autores devem enviar seus trabalhos seguindo as orientações abaixo. Os artigos que não obedecerem a esses requisitos de normalização serão sumariamente recusados.

a. Os autores devem inicialmente se cadastrar no portal da revista e submeter o artigo através do sistema.

b. O arquivo submetido deve estar nos formatos “.docx” (Microsoft Word) ou “.odt” (OpenOffice).

c. Formatação: os artigos e ensaios devem ter entre 10 (dez) e 20 (vinte) páginas (textos com extensão distinta desse padrão serão avaliados inicialmente pela editoria), digitados em Word, fonte Times New Roman, tamanho 12 (com exceção das citações e notas), espaçamento 1,5 entre linhas e parágrafos. As páginas devem ser configuradas no formato A4, sem numeração, com margens de 2 cm, justificadas. Os textos das notas de rodapé: corpo 10, espaço simples, sem adentramento de parágrafo.

d. Título e subtítulo: em Português e em mais uma língua (Inglês, Espanhol ou Francês), na primeira linha, centralizados, negrito, fonte Times New Roman corpo 12, somente primeira letra em maiúscula, com o espaço de uma linha entre ambas versões do título.

e. Indicação de autoria: apenas após o trabalho ser aprovado para publicação, deve ser indicado duas linhas abaixo do título, alinhado à direita, o nome completo seguido de nota de rodapé contendo titulação e instituição, com indicação entre parênteses de cidade e estado em que a instituição se localiza e, em caso de instituição estrangeira, do país.

f. Resumo: resumo em Português e em mais uma língua (Inglês, Espanhol ou Francês). Texto de 150 palavras aproximadamente em fonte Times New Roman, corpo 12, alinhamento justificado, entrelinha simples, três linhas abaixo do nome do autor. O termo “RESUMO” deve estar em caixa alta, sem negrito, seguido de dois pontos.

g. Palavras-chave: devem ser situadas duas linhas abaixo do RESUMO e conter de três a cinco palavras. Colocar o título “PALAVRAS-CHAVE”, em caixa alta, sem negrito, e separar cada termo por ponto-e-vírgula.

Atenção: Traduzir para o inglês, francês ou espanhol o resumo (ABSTRACT, RÉSUMÉ ou RESUMEN) e as palavras-chave (KEYWORDS, MOTS-CLÉS ou PALABRAS-CLAVE): colocar três linhas abaixo do item anterior ("Palavras-chave"), seguindo o mesmo arranjo sugerido acima.

h. Citações:
1) As citações devem seguir o sistema autor-data das normas da ABNT NBR 10520:2002.

2) As formas básicas de citação são apresentadas e exemplificadas a seguir:

  • Autor de citação situado fora de parênteses: letra inicial maiúscula seguida de minúsculas, com ano e página entre parêntesis.

Segundo Elia (1979, p. 15), a Bopp lançou as bases para a identificação do parentesco entre línguas.

  • Autor de citação situado entre parênteses: apenas letras maiúsculas seguidas de ano e página.

Sabe-se hoje que não é possível sustentar a tese de que o latim vulgar tenha sido homogêneo (ELIA, 1979, p. 42).

  • Citação indireta: não usar aspas, mas indicar autor, data e página.

Para Elia (1979, p. 2), há uma relação de parte para o todo entre filologia e linguística.

  • Citação direta com menos de três linhas: usar aspas duplas, indicando ainda autor, data e página; usar aspas simples para citação dentre da citação.

São chamados de superestratos "[as] línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem contudo absorvê-la" (ELIA, 1979, p. 110).

  • Citação direta com mais de três linhas: parágrafo com recuo de 4 cm, fonte tamanho 10, sem itálico e sem aspas, indicando ao final, entre parênteses, autor, data e página.

Como lembra Elia em relação ao método de Bopp,

[um] dos mais importantes resultados do método foi a classificação genealógica das línguas, segundo a qual um grupo de línguas é reconduzido ao antepassado comum (eslavo comum, germânico comum, latim comum...) do qual aquelas são fases ou diferenciações. (ELIA, 1979, p. 5)

  • Intervenções em citação direta: reticências entre colchetes para supressões; interpolações, acréscimos ou comentários entre colchetes; ênfase ou destaque em itálico.

São chamados de superestratos “[as] línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem [...] absorvê-la”  (ELIA, 1979, p. 110)

  • Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas no mesmo ano: acrescentar letra minúscula, em ordem alfabética, após a data e sem espaço, tanto no texto quanto nas Referências.

O português tem sido contemplado em estudos românicos no Brasil (ELIA, 1979a, 1979b).

  • Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas em anos diferentes: separar ano por vírgula.

Elia (1961, 1989) tratou da questão do português do Brasil.

  • Citação de obra com mais de um autor: separar cada autor por ponto-e-vírgula.

As diferenças dialetais entre português brasileiro e lusitano aparecem em diferentes níveis linguísticos (CUNHA; CINTRA, 1985, p. 9-24).

  • Citação de obra de diferentes autores: separar cada obra por ponto-e-vírgula em ordem alfabética.

A linguística românica tem sido tratada no Brasil por diferentes acadêmicos (ELIA, 1979; MIAZZI, 1976).

  • Citação de uma obra extraída de outra obra: indicar autor e ano da citação, colocar expressão apud e indicar autor, ano e página da obra em que foi feita a citação.

Como havia assinalado Meillet (1917-1919, p. 230 apud ELIA, 1979, p. 4), “[les] romanistes imitent trop souvent la grammaire comparée des langues indo-européennes par ses mauvais cotés”.

3) Para os demais casos, recomenda-se a consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 10520:2002.

i. Referências:
1) As referências devem vir após o último elemento do texto ou após os agradecimentos, quando houver. Devem estar em ordem alfabética sem recuo na segunda linha, com alinhamento justificado e sem saltar linha em branco de uma referência para outra.
2) As referências devem seguir as normas da ABNT NBR 6023:2002.
3) As formas básicas de referências são apresentadas e exemplificadas a seguir:

  • Livro: autor(es) (com prenomes e sobrenomes abreviados), título (em itálico) e subtítulo (sem itálico), edição, local, editora e data de publicação.

ELIA, S. Preparação à linguística românica. 2. ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1979.

  • Tese, dissertação ou monografia: autor, título, data, número de páginas, tipo de documento, grau, unidade acadêmica, instituição, cidade e data.

PONTES, E. Sobre o conceito de sujeito. 1984. 349 f. Tese (Concurso de professor titular do Departamento de Linguística e Teoria da Literatura) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, 1984.

  • Capítulo de livro: autor(es), título do capítulo, expressão In:, referência completa do livro e paginação. Para capítulo de livro do mesmo autor, usar 5 travessões baixos seguidos de um ponto no lugar do nome do autor. Para organizadores ou coordenadores, emprega-se (Org.). ou (Coord.), respectivamente.

BITTENCOURT, V. A filologia no Brasil. In: GONÇALVES, G. R.; RAVETTI, G. (Orgs.). Lugares críticos: línguas, culturas, literaturas. Belo Horizonte: Orobó/Faculdade de Letras da UFMG, 1998. p. 171-184.

  • Artigo em periódico: autor(es), título do artigo, título do periódico, local de publicação, volume ou ano, número, paginação inicial e final, data.

DINIZ, D. C. B. Cartas inéditas de Dom Pedro II a Henri Gorceix: tradução e comentário. Caligrama, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 125-142, 2010.

  • Matéria de jornal: autor(es) (se houver), título da matéria, título do jornal, local, data, seção, caderno ou parte do jornal e paginação correspondente.

SALLES, W. A língua de Cesária aproxima o Brasil de Cuba e Cabo Verde. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 abr. 2001. Folha Ilustrada, Caderno E, p. 10.

  • Trabalho publicado apresentado em evento: autor(es), título do trabalho, expressão In:, nome do evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de realização, título do documento (anais, atas, etc.), local, editora, data de publicação e página inicial e final da parte referenciada.

MEGALE, H. Matéria de Bretanha: da França ao ocidente da Península Ibérica. In: ENCONTRO DE ESTUDOS ROMÂNICOS, 2, 1994, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: Departamento de Letras Românicas/Faculdade de Letras/Universidade Federal de Minas Gerais, 1995. p. 11-21.

  • Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico (bases de dados, sites, programas, mensagens eletrônicas, etc.): autor(es), título do serviço ou produto, versão (se houver) e descrição física do meio eletrônico.

HOUAISS, A. et al. Dicionário eletrônico houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 1 CD-ROM.

4) Caso alguma das obras referenciadas esteja disponível on-line, deve-se necessariamente indicar seus dados: endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedido da expressão "Disponível em:", e a data de acesso ao documento (dia, mês abreviado e ano completo, separados apenas por espaço), precedida da expressão "Acesso em:".

DINIZ, D. C. B. Cartas inéditas de Dom Pedro II a Henri Gorceix: tradução e comentário. Caligrama, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 125-142, 2010. Disponível em: <http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/caligrama/article/view/155/109>. Acesso em: 31 out. 2014.

4) Para os demais casos, recomenda-se consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 6023:2002.

2) Traduções
Serão aceitas traduções de textos inéditos para a língua portuguesa, devidamente acompanhadas da autorização do titular dos direitos autorais, quando for o caso. Podem ser enviadas traduções completas, parciais ou abreviadas (nos dois últimos casos é necessário especificar as partes traduzidas e as excluídas). Os dados do tradutor devem seguir a formatação proposta para artigos. O autor da tradução poderá criar um título para a mesma. Nesse caso, as referências completas da obra traduzida devem aparecer abaixo desse título. Também serão aceitas traduções cujo título seja a própria referência da obra traduzida. Indicar o ISSN (International Standard Serial Number) ou ISBN (International Standard Book Number). As traduções deverão ter no máximo 20 páginas, incluindo referências bibliográficas, ilustrações, gráficos e tabelas. Trabalhos maiores do que esse padrão serão avaliados pela editoria.

3) Resenhas
Serão aceitas resenhas de livros, peças teatrais, performances, instalações, filmes ou álbuns de música produzidos há no máximo 5 anos. As resenhas devem ter entre 3 e 6 páginas (sem contar bibliografia). O autor da resenha poderá criar um título para a mesma. Nesse caso, as referências completas da obra resenhada devem aparecer abaixo desse título. Também serão aceitas resenhas cujo título seja a própria referência da obra resenhada. A formatação do texto deve seguir os padrões apresentados para os artigos, mas sem o resumo e as palavras-chave. As resenhas devem ser elaboradas por doutores, mestres ou pós-graduandos.

4) Relatos de ensino
Serão aceitas submissões de relatos de ensino para a seção Ensino de Literatura. Relatos devem ser centralizados em uma prática (ou conjunto de práticas) ou ação de ensino concreta, a partir da qual uma reflexão crítica é realizada. Os relatos devem seguir as mesmas orientações dos artigos e ensaios.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  2. A contribuição é original e inédita, não podendo ter sido também submetida a outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

  3. Todas as submissões devem observar e seguir as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega.
 

Declaração de Direito Autoral

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (veja O Efeito Acesso Livre).

 

Política de Privacidade

Os nomes e demais dados enviados a essa revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.